Festival Internacional de Compositoras, Sonora ocupa Audio Rebel em setembro com produção feminina

Foto: Divulgação

O Coletivo Essa Mulher promove noites musicais na Audio Rebel regadas ao melhor da produção autoral da cena independente. No palco do Sonora – Festival Internacional de Compositoras, as protagonistas são elas. O evento acontece em 06, 07, 13 e 14 de setembro, a partir das 20h. Em um encontro que acontece em nível mundial, o festival chega ao Rio de Janeiro por meio do Coletivo Essa Mulher, formado em 2017 pelas musicistas Aline Gonçalves, Ilessi, Marcela Velon e Maria Clara Valle. O grupo mescla música, documentação histórica e reflexão sobre a prática musical feminina através da produção de shows, mostras, festivais e debates.

 

Caiz
Foto: Divulgação

 

Na Audio Rebel, a programação acontece em 4 noites especiais. Na véspera do feriado de 7 de setembro, Joana Queiroz e o quarteto cAis sobem ao palco com Renata Neves (violino), Renata Athayde (violino), Tina Werneck (Viola), Maria Clara Valle (violoncello). Indo além do erudito, o grupo apresenta repertório com músicas populares do Brasil e outros países, mesclando samba, choro, jazz, baião e frevo.

 

Joana Queiroz
Foto: Divulgação

Já a instrumentista Joana Queiroz se divide entre clarineta, clarone, flauta transversa, sax tenor e voz para apresentar o show “Diários de Vento”, com composições próprias que ecoam a aura da Serra da Mantiqueira, onde foi gravado o álbum de mesmo nome.

 

Bianca Gismonti
Foto: Claire Petavy

 

no feriado (07/09), Bianca Gismonti e Grazie Wirtti se apresentam. Filha de Egberto Gismonti e Rejane Medeiros, Bianca traz na bagagem uma carreira iniciada aos 15 anos e os álbuns “Sonhos de Nascimento” (com participação de Naná Vasconcelos), “Primeiro céu” e “Desvelando mares”, que será lançado em setembro.

 

Grazie Wirtti
Foto: Divulgação

 

A cantora Grazie Wirtti é gaúcha radicada no Rio, onde construiu uma trajetória passando pelos palcos ao lado de nomes como Elza Soares, Diogo Nogueira, Roberta Sá e outros. Neste show, apresenta o repertório de “Tunguele”, seu mais recente disco que tem participação especial de Milton Nascimento.

 

Kalu Coelho e Paloma Roriz
Foto: Divulgação

 

Em 13/09, é a vez de Kalu Coelho e Paloma Roriz, ambos no violão e voz, levando ao palco ainda Aline Gonçalves (clarinete e flauta) e Lise Bastos (contrabaixo). No setlist, uma mescla de músicas instrumentais e canções, propondo uma conversa entre essas duas vertentes.

 

Deya
Foto: Divulgação

 

A noite tem ainda Deya, cantora, compositora e atriz. A apresentação é um convite a um mergulho profundo na musicalidade da artista, que traz no currículo o disco “Paisagem Invisível”, inspirado na obra de Manoel de Barros; e a “Festa dos Ancestrais”, show com repertório afro-brasileiro e latino-americano. Suas composições nascem do encontro da espiritualidade com o feminino sagrado, em uma entrega de voz, corpo e alma.

 

Elisa Fernandes
Foto: Alice Venturi

 

Já em 14/09, Elisa Fernandes apresenta o show de seu álbum autoral, “ELISA”, a ser lançado em setembro. Cantora e compositora, a artista é também conhecida por integrar o grupo Nós de Cabrália e por ser afilhada musical de Monarco, veterano compositor da Velha Guarda da Portela. Por fim, Helen Nzinga e Jeckie Brown se unem em uma apresentação única.

 

Helen Nzinga
Foto: Divulgação

 

Nzinga chama atenção no cenário rap desde 2015, e em 2018 foi uma das ganhadoras do concurso Originals Studios e gravou “Dia a dia” pela Laboratório Fantasma, gravadora e selo dos artistas Emicida e Fióti. Atualmente a rapper está com o selo DAGBA, uma parceria com o rapper Magoo.

 

Jeckie Brown
Foto: Divulgação

 

Jeckie Brown atua no rap carioca desde os anos 90. Integrou o grupo Os Peregrinos, e já passou por palcos indo do Circo Voador ao festival inglês Glastonbury. No ano de 2016, lançou o álbum “Senhorita Brown”, contendo 3 faixas gravadas e mixadas por David Alexander (Bolabo Records).

O Sonora • Festival Internacional de Compositoras surgiu em 2016 e tem por objetivo oferecer visibilidade e legitimar a presença da mulher compositora no cenário musical. O festival é produzido por mulheres, de forma colaborativa, a partir da construção de uma rede de compositoras-produtoras. A organização é feita através de um núcleo de coordenação geral/mundial e um núcleo de produção local em cada cidade onde é realizado. Mais informações estão disponíveis no site:  http://sonorafestival.com/pb/

A programação completa, que também inclui shows no Parque das Ruínas e Cazota Bar, pode ser acessada no evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1500080720097545/

A produção promove uma Vakinha virtual para a realização do festival: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/sonora-rj-2018

 

Serviço

Sonora – Festival Internacional de Compositoras

Datas: 06, 07, 13 e 14/09/2018

Horário: 20h

Local: Audio Rebel

Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo

Ingresso: R$25

Classificação: 16 anos

Lotação: 90 pessoas

Pagamento do ingresso: apenas em dinheiro

Funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h

 

Programação na Audio Rebel:

06/09 – Joana Queiroz + cAis

07/09 – Bianca Gismonti + Grazie Wirtti

13/09 – Kalu Coelho + Paloma Roriz / Deya

14/09 – Elisa Fernandes / Helen Nzinga + Jeckie Brown

Por: Divulgação

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: