Fórmula 1 pretende apresentar provas mais competitivas no ano de 2017

As provas serão inovadas com disputas mais intensas e corridas perigosas, mas a segurança dos pilotos jamais será esquecida

 

 

Foto: Site FIA
http://www.fia.com/multimedia/field_tags/f1-245?

Atendendo ao pedido do finlandês Kimi Räikkönen, o Mundial de Fórmula 1 – 2017, será marcado por corridas mais emocionantes, onde será exigido mais esforço dos pilotos, porém eles devem mostrar a potencialidade da máquina. Kimi falou que a F1 tinha excesso de segurança, com este novo formato, as corridas terão mais adrenalina. O espanhol Fernando Alonso disse que a competição voltará a ser para adultos, “as retas serão mais longas”, concluiu o espanhol após os testes em Barcelona. 

Com o novo modelo as provas terão retas mais longas, isso significa que os pilotos poderão pisar fundo nas curvas, sem tirar o pé do acelerador. Isso fará que os tempos caiam. Os carros terão pneus mais largos – 24,5 cm para 30,5 cm na frente e 32,5 cm para 40,5 cm atrás. Com uma asa traseira mais baixa e larga e assoalho também mais largo, a estabilidade dos carros permitirá ao piloto desenvolver velocidades maiores. O engenheiro-chefe do Grande Prêmio do Brasil de F1, Luis Ernesto Morales, diz que o GP da Austrália, que abre a temporada no próximo dia 26 de março, será o termômetro para o campeonato. Ele ainda explica que diante do resultado da prova, os autódromos terão que providenciar novas zebras para evitar que os pilotos cortem caminho.   

Jackie Stewart
Foto: Google Imagens

A velocidade e a competição são atrativas, porém o cuidado com a segurança dos pilotos não pode ser esquecida, o excesso de proteção é importante e foi implantado depois de tantos acidentes fatais. Após sofrer um gravíssimo acidente, em 1966, na pista belga de Spa-Francorchampsno, Jackie Stewart, começou a pensar numa competição mais segura. Com isso liderou um movimento em função da segurança e bem estar de cada um dos pilotos. 

Perdas fatais mancharam as décadas de 60, 70, 80 e 90. Os fatídicos dias 29, 30 de abril e 1 e maio, Grande Prêmio de San Marino, em Ímola, o chamado, “Fim de semana negro”, no  ano de 1994, mudou para sempre a história da F1.   

 

Ayrton Senna
Foto: Google Imagens/ Blogspot

No dia 29 de abril, sexta-feira, o brasileiro Rubens Barrichello, da Jordan-Hart, sofreu um forte acidente. No sábado, 30, o austríaco, Roland Ratzenberger, piloto da Simtek, rodou na curva Villeneuve, e bateu brutalmente no muro, faleceu pouco tempo depois. O domingo, dia 1 de maio, iniciou com o acidente do português, Pedro Lamy, ele foi o primeiro a mexer com o emocional da torcida, ao espatifar a sua Lotus na Benetton de Jyrki Järvilehto, mas os dois saíram ilesos.  Os organizadores da prova, imprensa e os amantes da velocidade, não imaginavam que o pior ainda estava por vir. Ayrton Senna abria distância frente a Michael Schumacher, ele perdeu o controle da Williams, e seu carro passou direto na curva, após uma falha mecânica, chocando-se com o muro. Com o choque, a suspensão dianteira direita se partiu, e a ponta do triângulo do braço da suspensão o atingiu na têmpora. O ídolo de tantas gerações sofreu graves ferimentos, foi internado no Hospital Maggiore de Bolonha, mas piloto tricampeão, que encheu de orgulho os brasileiros e os fãs, não resistiu e faleceu.  

Essa década ficou marcada também pela revolução tecnológica, onde introduziu a informática na Fórmula 1, e passou a ser utilizada para segurança extrema nos carros, máquinas mais seguras e pilotos resguardados. Os acidentes aceleraram o processo iniciado por Jackie Stewart, em função de uma Fórmula 1 mais segura. O incidente no autódromo de Ímola não pode ser esquecido, pois depois dele a segurança dos carros e dos equipamentos foi aperfeiçoada.

Voltando a Fórmula 1 de 2017, esses testes em Barcelona, serviram para mostrar que as equipes: Ferrari, Williams, Mercedes e  Red Bull , poderão assegurar uma boa disputa, pois a experiência da maioria dos pilotos pode tornar as corridas mais empolgantes.  Não haverá limitação para o desenvolvimento das unidades de potência 1.6 turbo. E o rendimento poderá crescer ao longo do campeonato.

 

Fontes:

www.fia.com

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_F%C3%B3rmula_1

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ayrton_Senna

https://www.gpbrasil.com.br/pt-br/noticia/formula-1

 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista que vai te deixar informado sobre tudo que esta acontecendo na cidade do Rio de Janeiro.

Um comentário em “Fórmula 1 pretende apresentar provas mais competitivas no ano de 2017

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: