Ayrton Senna: um mito que sempre será lembrado no “Dia do Trabalhador” 

Foto Edna Rocha

Nesta sexta, 1 de maio, dia do trabalhador, o Brasil relembra do ídolo de tantas gerações, Ayrton Senna, tri-campeão mundial de Fórmula Um, que faleceu no ano de 1994, após acidente durante o GP de San Marino, em Ímola. Diante da pandemia do Coronavírus e da quarentena que o povo está sendo submetido, mundialmente, as pessoas poderiam estar perdendo a fé e esperança, falar do Ayrton é voltar ao passado e recordar os momentos de alegria, que o piloto, exemplo superação e humildade, representava para os brasileiros e todos aqueles que admiram um trabalhador competente.

E no próximo domingo, dia 03 de maio, a Globo vai reexibir, no Esporte Espetacular, a primeira conquista do brasileiro na Fórmula 1, a corrida do GP do Japão de 1988, e será homenagem aos 26 anos da morte do tricampeão.

Foto Edna Rocha

 

No ano de 1988, Senna estreava na McLaren, equipe inglesa, após um ano na Toleman (1984) e três na Lotus (1985 a 1987), o brasileiro ficou reconhecido como um dos maiores pilotos de todos os tempos, herói nacional e ídolo internacional. 26 anos se passaram, mas sua garra, força, espírito guerreiro e solidário, que lutava por provas mais seguras, nunca será esquecido, pois sua morte mudou para sempre a história da F1. Na verdade, – os mitos são eternos, existe a Fórmula 1 antes e depois de Ayrton Senna.

 

Foto Edna Rocha

 

Numa viagem pela Europa, aproveitei para passar pelo Autódromo Internacional Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, Itália, que foi palco de três vitórias do tricampeão, em 1988, 1989 e 1991, e recebeu a Fórmula 1, de 1980 a 2006, onde pude conferir como Ayrton era querido e respeitado por todos os amantes do esporte e fora dele. No autódromo, me emocionei com a exposição que estava em cartaz, “Ayrton Mágico – A Alma Além dos Limites“, no Museu Multimídia Autódromo de Ímola Checco Costa.

Foto Edna Rocha

 

Além da exposição, que pude conferir um pouco da história de Senna, também não deixar de ir até a curva Tamburello, no Parque Aquático Mineral, lá possui um monumento a Ayton Senna, onde os fãs fazem saudação ao ídolo, deixam bandeiras, flores, mensagens e outras formas de carinho. O monumento é representado por uma estátua de bronze, com mais ou menos dois metros de altura, obra do artista Stefano Pierotti di Pietrasanta (província de Lucca), mas na maior parte terminou na fundição de arte Del Chiaro, também de Pietrasanta, foi inaugurada em 26 de abril de 1997.

 

 

“Acho que estou muito longe de um modo de vida que eu gostaria”, frase de Ayrton gravada no monumento. 

 

Foto Edna Rocha

A velocidade e a competição são atrativas, mas perdas fatais deixaram as décadas de 60, 70, 80 e 90 manchadas. A década de 90 também ficou marcada pela revolução tecnológica, onde introduziu a informática na Fórmula 1, e passou a ser utilizada para segurança extrema nos carros, máquinas mais seguras e pilotos resguardados. Os acidentes aceleraram o processo iniciado por Jackie Stewart, em função de uma Fórmula 1 mais segura. O incidente no autódromo de Ímola não pode ser esquecido, pois depois dele a segurança dos carros e dos equipamentos foi aperfeiçoada.

O Dia do trabalhador, celebrado no dia 1 de maio, em quase todos os países do mundo, sendo feriado em muitos deles, é uma homenagem remonta ao dia 1° de maio de 1886, onde foi iniciada uma greve em Chicago, e o objetivo era conquistar condições melhores de trabalho, principalmente a redução da jornada de trabalho diária, que chegava a 17 horas, para oito horas. Na manifestação, teve confronto com policiais, resultando em prisões e mortes de trabalhadores. Serviu de inspiração para muitas outras que se seguiram. Com as lutas, os trabalhadores de todo o mundo conquistaram uma série de direitos e, em alguns países, tais direitos ganharam códigos de trabalho e também estão sancionados por Constituições. No calendário litúrgico, o dia celebra a memória de São José Operário, o santo padroeiro dos trabalhadores.

 

 

Confira as fotos

 

 

 

Fontes

 

Fórmula 1 pretende apresentar provas mais competitivas no ano de 2017

 

https://www.facebook.com/museoautodromo/

https://globoesporte.globo.com/motor/blogs/voando-baixo/post/2020/04/22/globo-reexibe-gp-do-japao-de-1988-no-esporte-espetacular-em-35.ghtml

https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2019/04/28/famoso-pela-morte-de-ayrton-senna-autodromo-de-imola-era-dos-mais-rapidos-e-desafiadores.ghtml

https://atarde.uol.com.br/esportes/noticias/2101085-exposicao-em-imola-revive-paixao-por-senna-e-atrai-fas-de-todo-o-mundo

http://www.autodromoimola.it/memorial-ayrton-senna/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_Trabalhador

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.