Atleta Brasileira de Fisiculturismo busca mais um campeonato

              “Não como nada fora da minha dieta. O que muda é o compromisso com tudo. E para alcançar seus objetivos não pode haver nenhuma desculpa” 

 

Foto: Arno Nasshan

A atleta brasileira de fisiculturismo, Ivie Rhein, é o exemplo de disciplina, determinação e foco. Fenômeno do universo fitness, a paulista de 38 anos que também é nutricionista, exibe um poderoso e importante currículo. Com apenas 1 ano e meio como competidora, já venceu 5 competições e se prepara para um novo desafio, o Campeonato Ferrigno Legacy.

O Campeonato Ferrigno Legacy será realizado em novembro, na Califórnia (EUA).  A atleta irá competir na categoria “Women´s Physique”, que exige o desenvolvimento muscular e a definição ao máximo, sem que as atletas percam sua feminilidade. E seu objetivo é obter a classificação para o Mr. Olympia, competição mais renomada no mundo do fisiculturismo.

Como em qualquer outra atividade esportiva, o fisiculturismo exige uma grande preparação por parte do atleta, que precisa se dedicar ao máximo para conquistar excelentes resultados, e a fisiculturista não deixa a desejar. Ela treina seis vezes por semana, divide-se entre a musculação e os exercícios cardiorrespiratórios. Dois cardios por dia para a diminuição do percentual de gordura, um pela manhã em jejum e outro após ter treinado.

 

“Tenho seis refeições e bebo sete litros de água por dia”

 

Outro fator importante para a sua preparação é a alimentação, e seu conhecimento em nutrição lhe ajuda a conseguir o peso ideal para as disputas. Próximo das competições ela segue uma dieta rigorosa e chega a ter seis refeições ao dia e bebe muita água, são aproximadamente dois galões por dia, o que dá em torno de 7 litros de água. E ela afirma que não perde o foco e não sai da sua dieta.

Ivie sempre gostou de praticar atividades física como ballet e handebol, mas sua história com a musculação começou aos 18 anos, após enfrentar uma depressão aos 16, que a fez engordar, mas ela só pensou em ser atleta após se mudar para os Estados Unidos, no final de 2014, onde vive até hoje com seus dois filhos. A atleta que já travou uma luta contra a balança e que durante cada gestação ela ganhou 25 quilos, segue firme na busca dos seus objetivos.

 

“Meu objetivo é sempre estar melhor a cada competição e sei que estarei ainda melhor na próxima. Levo cada preparação muito a sério: as refeições, os treinos, o descanso, tudo. Talento sem hard work não ganha competição”

 

 Entre as suas vitórias estão os campeonatos Orlando Europa, Dayana Cadeus Classic e All South todos do ano de 2016. Em 2017 venceu o  Karina Nascimento Classic e o NPC Steve Stone Metropolitan Championships.

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: