Zezé Motta é a grande homenageada na sexta edição da mostra Tiradentes em Cena

Foto: Palladium

No ano em que a Mostra de Artes Cênicas Tiradentes em Cena apresenta a LIBERDADE como temática do evento, nada mais emblemático do que homenagear a atriz Zezé Motta. Até o dia 12 de maio, a bela cidade mineira será palco para mais de 20 espetáculos teatrais, além de performances, rodas de conversa, oficinas, peças infantis, exposição e shows. Uma mostra que explora a apresentação em espaços alternativos e coloca a cidade de Tiradentes na rota das artes cênicas no país. Um espaço livre para a reflexão e apresentação de todos os gêneros teatrais e que proporciona o intercâmbio de artistas e suas linguagens. 

Tiradentes em Cena, vai de 4 a 12 de maio. www.tiradentesemcena.com.br

Zezé Motta que no dia 27 de abril, lançou o clipe da música “Missão”, canção faz parte do Álbum “O Samba Mandou Me Chamar”, que comemora os 50 anos de carreira da atriz, transita entre todas as artes com grande destaque e talento. Seja no cinema, nos palcos ou na música, ela sempre foi um símbolo de resistência e vanguarda. A atriz também que está na trama de Walcyr Carrasco, “O outro lado do Paraíso”, na Globo, onde dá vida ao personagem “Mãe Quilombo”, possui 14 discos, 35 novelas e mais de 40 filmes.

 

 

 

Programação diversificada para todas as idades durante nove dias

 

A abertura acontece no dia 4 de maio, sexta-feira, com uma apresentação inédita da bailarina Morena Nascimento. Nascida em Minas, filha de bailarinos, Morena iniciou a carreira no grupo Primeiro Ato, integrou a companhia da grande bailarina alemã Pina Bausch e firmou-se como um dos principais expoentes da nova geração da dança contemporânea.

A programação inclui um cortejo que celebrará os 300 anos desde quando Tiradentes foi elevado à categoria de vila e fará uma representação do batizado de Bárbara Heliodora, considerada a primeira poeta brasileira, revolucionária e casada com o poeta, advogado e inconfidente Alvarenga Peixoto. O ator Julio Adrião fará uma dobradinha inédita no festival, apresentando o premiado espetáculo A Descoberta das Américas e a estreia nacional de Urbana.  A criançada poderá se divertir com o musical infantil Chapeuzinho Vermelho, enquanto o público adulto assistirá a espetáculos como Trombo, Negro Conta e apresentação musical de Zezé Motta com o show Divina Saudade.

A mostra receberá grandes nomes do teatro, como ator Tonico Pereira, comemorando 50 anos de carreira com seu primeiro monólogo O Julgamento de Sócrates; Fabiano Persi encena o animado Sapato Bicolor, narrando a história da Soul Music pelo olhar de um engraxate; Fabio Schmidt leva para o Tiradentes em Cena sua performance em homenagem ao ídolo Freddie Mercury, líder da Banda Queen, Freddie Rock Star; O diretor mineiro Pedro Paulo Cava apresenta a comédia de casal Intimidade Indecente; O ator Dinho Lima apresenta o sensível espetáculo Ledores do Breu; Alexandre Lino encena seu novo espetáculo O Porteiro, mais um grito libertário dos excluídos em forma de comédia teatral documental.

 

Rodas de conversa, oficinas, residência artística e projeto de continuidade

 

Uma das iniciativas que abrilhantaram a mostra no ano passado, as rodas de conversa em parceria com o Sesc Minas, estará presente novamente durante todo o evento. Corpo e Liberdade; Teatro e Resistência; A representatividade da mulher negra nas artes cênicas: diálogos e liberdade serão os temas apresentados com participantes que estão na programação da mostra.

A jornalista cultural Carolina Braga ministra a oficina Crítica na Prática. A partir de fundamentos teóricos do jornalismo cultural e da crítica de teatro, a oficina propõe uma experiência prática voltada para a análise de obras teatrais, redação, edição e publicação do material produzido no site e redes sociais do Tiradentes em Cena.

Uma iniciativa inédita para 2018, e muito sonhada pela equipe do Tiradentes em Cena, é a parceria com o grupo Teatro da Pedra, residente em Tiradentes. Além de fomentar a manutenção das aulas para jovens estudantes durante todo o ano, a mostra promoverá encontros com profissionais da área teatral que culminará em uma montagem de um espetáculo a ser apresentado no Tiradentes em Cena em 2019.

exemplo de alguns festivais europeus, o Tiradentes em Cena, em co-produção com a Spasso Escola de Circo fará uma residência artística durante toda a mostra, recebendo artistas de várias regiões, que juntos, proporão a montagem de um novo espetáculo. A residência estará aberta para visitas durante toda a mostra e será um núcleo do livre pensamento e de experimentação.

 

Cenas Curtas chega à terceira edição

 

Pelo terceiro ano consecutivo, o Tiradentes em Cena promove um festival de cenas curtas durante a mostra. Grupos e artistas da região poderão inscrever cenas com temática livre de até 10 minutos que serão apresentadas no dia 9 de maio no teatro municipal de São João del Rei. As três melhores cenas, além de receberem premiação em dinheiro, serão apresentadas no último dia da mostra, 12 de maio, no Sesi – Centro Cultural Yves Alves.

A Mostra de Teatro Tiradentes em Cena é realizada com os benefícios da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e conta com o patrocínio da Cemig e parceria cultural com o SESC Minas.

 

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: