Cirque Du Soleil: Tenda icônica foi erguida no Rio de Janeiro

O espetáculo Amaluna estreia na cidade maravilhosa dia 28 de dezembro

 

Foto: Edna Rocha

 

No início da tarde de quinta-feira, dia 21 de dezembro, a imprensa carioca acompanhou a montagem da emblemática Grande Tenda azul e amarela e da vila do Cirque du Soleil, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, onde será realizada a temporada da produção Amaluna na cidade. Cerca de 120 operários trabalhavam no local, e parte deles içou mais de 1000 hastes e postes de aço.

A instalação completa do complexo do Cirque du Soleil leva 8 dias. Além da montagem da Grande Tenda são montadas a tenda VIP, a tenda artística, onde os artistas costumam treinar, as bilheterias, os escritórios administrativos e a cozinha, todas as áreas com climatização de ar. A Grande Tenda tem 19 metros de altura e 51 metros de diâmetro e possui quatro mastros com 25 metros de altura. Ela acomoda mais de 2.500 pessoas sentadas e o local tem ar condicionado.

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

“Amaluna” é o primeiro espetáculo do Cirque Du Soleil com elenco majoritariamente feminino, já que 65% dos atores são mulheres. A trama é inspirada em “A Tempestade”, de Shakespeare, e em “A Flauta Mágica”, de Mozart, e se passa na ilha fictícia de Amaluna, governada por deusas. É dirigida por Diane Paulus. AMALUNA é uma misteriosa ilha governada por Deusas e guiada pelos ciclos da lua. Para marcar a passagem de sua filha Miranda à idade adulta, a rainha Prospera comanda uma cerimônia que homenageia a feminilidade, a renovação, o renascimento e o equilíbrio, e marca a passagem dessas ideias e valores de uma geração a outra.

Após uma tempestade causada por Prospera, um grupo de jovens aporta na ilha, desencadeando uma história épica e emocional de amor entre a filha de Prospera e um bravo jovem pretendente. Mas o amor deles será posto à prova. O casal deve enfrentar inúmeras provações difíceis e superar dramáticos contratempos antes que eles possam alcançar a confiança mútua, fé e harmonia.

O termo AMALUNA é uma fusão das palavras ama, que se refere a “mãe” em muitas línguas, e luna, que significa “lua”; um símbolo de feminilidade que evoca tanto a relação mãe-filha quanto a ideia de deusa e protetora do planeta. AMALUNA é também o nome da misteriosa ilha onde esta história mágica se desenrola.

 

Foto: Graça Paes

 

INGRESSOS 

Os ingressos podem ser adquiridos online via http://www.tudus.com.br/evento/cirque-du-soleil-amaluna-rj

Os ingressos também estão disponíveis na bilheteria oficial do evento, no Shopping Metropolitano, até 26 de dezembro, de segunda a sábado das 10h às 22h, e domingos e feriados das 13h às 21h. 

 

A partir de quinta-feira, 28 de dezembro, a bilheteria funcionará no Parque Olímpico (Av. Embaixador Abelardo Bueno, s/n – Barra da Tijuca, altura do no. 5001), em frente à entrada da Grande Tenda, entre 12h e 20h.

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

 

Foto: Edna Rocha

 

Foto: Edna Rocha

 

Foto: Graça Paes

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

Foto: Graça Paes

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

Foto: Glaucon Fernandes/Eleven

 

Foto: Edna Rocha

 

 

Cirque du Soleil e Amaluna nas Redes Sociais: 

Twitter: @Cirque #Amaluna

Facebook: @Amaluna

Instagram: @cirquedusoleil #Amaluna

Youtube: www.youtube.com/cirquedusoleil

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: