Fafá de Belém brilha no Samba na Gamboa com Diogo Nogueira na TV Brasil

Cantora conta sua trajetória e leva o público ao delírio com “Vermelho” e “Peguei um Ita no Norte”

 

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Samba na Gamboa se rende ao carisma da musa Fafá de Belém neste sábado (22), às 15h30, na TV Brasil. Natural do Pará, ela conquistou seu espaço na música popular brasileira e já era ícone nacional aos 20 anos. Com quatro décadas de carreira, quase 30 discos lançados e uma gargalhada única, a cantora traz sua música, sua visão libertária da vida e seu vasto repertório para o programa desta semana.

No bate-papo com o sambista Diogo Nogueira, a artista conta histórias, canta e, é claro, deixa sua marca registrada: a gargalhada. Em um encontro para lá de animado, Fafá se emociona ao cantar “Bom dia, Belém”.

Já ao fazer um dueto com o apresentador em “Peguei um Ita no Norte”, a cantora se levanta, dança e empolga o público. O repertório musical ainda inclui clássicos como “Vermelho”, “Foi um rio que passou em minha vida” e “Todo menino é um rei” que animam a plateia do programa da TV Brasil.

Maria de Fátima Palha de Figueiredo nasceu na capital paraense e cresceu se destacando com sua voz afinada e simpatia. Começou a carreira profissional no musical “Tem muita goma no meu tacacá”, espetáculo que satirizava a política da época. O envolvimento da artista com a música e com a política cresceram em ritmo acelerado.Na política, participou ativamente do movimento das Diretas Já. Em 1984 esteve em muitos comícios, passeatas e chegou a ser denominada a “musa das Diretas”.

Como cantora, virou sucesso com seu timbre grave e músicas de diferentes estilos e ritmos. Sempre ligada às suas raízes paraenses, Fafá não hesitou ao trazer para o seu repertório os carimbós, os siriês e a lambada, chegando a ser taxada de brega. Ela não cativou apenas o Brasil. Ela conta para Diogo Nogueira que desenvolveu um carinho especial com Portugal, virou referência da musica brasileira em terras lusitanas e foi condecorada com a Medalha de Mérito Turístico do país europeu.

Fafá também tem um papel importante como mulher. Muito autêntica e bem resolvida, a artista usava decote, declarou publicamente que sua gravidez foi uma produção independente e posou nua em uma revista masculina, poucos meses depois do nascimento de sua filha. Ela não se abalava quando seus seios chamavam atenção, mas diz que “agora tá todo mundo com um maior que o meu”, conta no Samba na Gamboa.

 

 

Serviço

Samba na Gamboa – sábado (22), às 15h30, na TV Brasil

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: