Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai fechar o Challenger Series 2023

  • Na Praia de Itaúna será finalizada a lista da elite de 2024
  • O Challenger Series classifica 10 homens e 5 mulheres
  • As últimas vagas serão disputadas de 14 e 21 de outubro  
  • Várias atrações extras estão programadas para o público 

 

A Igreja Nossa Senhora de Nazaré vista da Praia de Itaúna (Crédito da Foto: @WSL / Daniel Smorigo)

O Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai fechar o Challenger Series 2023 na Praia de Itaúna, o Maracanã do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Na semana de 14 a 21 de outubro, serão definidas as últimas vagas na lista dos 10 homens e 5 mulheres que completarão a elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) em 2024. No Brasil serão conhecidos os novos talentos do esporte, que irão desafiar os melhores surfistas do mundo, nas melhores ondas do mundo no próximo ano. 

Para definir os classificados, o ranking do Challenger Series computará os quatro melhores resultados nas seis etapas da temporada. A batalha pelas vagas começou com duas provas seguidas na Austrália, na Gold Coast e em Sidney. Depois, passou por Ballito na África do Sul e por Huntington Beach, na Califórnia, Estados Unidos. Nesta semana acontece a penúltima etapa em Ericeira, Portugal, última parada antes do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil

A Praia de Itaúna única no mundo a sediar etapas do CT, CS e QS 5000 (Crédito da Foto: Divulgação Saquarema)

A cidade de Saquarema é a única no mundo a sediar as três principais competições da World Surf League. No mês de abril, foi realizado o Saquarema Surf Festival válido pelo Qualifying Series com status máximo QS 5000, que foi vencido por Ian Gouveia e Tainá Hinckel. Em junho, aconteceu a etapa brasileira do CT, o Vivo Rio Pro apresentado por Corona, com o brasileiro Yago Dora e a norte-americana Caitlin Simmers festejando os títulos. Agora é a vez da etapa final do Challenger Series 2023, o Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil.

Esta competição promove o grande confronto internacional entre os surfistas classificados nas etapas do Qualifying Series, realizadas pelos sete escritórios regionais da World Surf League no mundo. Estarão competindo nas ondas da Praia de Itaúna, os mais bem colocados nos rankings da WSL South America no ano passado e da WSL North America, da WSL Hawaii/Tahiti, WSL Europe, WSL Africa, WSL Australasia e WSL Asia.

Gabriel Medina e Alyssa Spencer com os troféus das vitórias em 2022 (Crédito da Foto: @WSL / Thiago Diz)

A etapa brasileira do Challenger Series em Saquarema, estreou no ano passado com vitórias do tricampeão mundial Gabriel Medina e da norte-americana Alyssa Spencer. As decisões dos títulos na Praia de Itaúna, foram contra o marroquino Ramzi Boukhiam e a francesa Tessa Thyssen. Na semifinal, Medina enfrentou o local de Saquarema, hoje número 4 do mundo, João Chianca. Ambos estão na lista dos inscritos no Corona Saquarema Pro 2023

A lista dos 10 indicados para o CT pelo Challenger Series, ainda pode mudar no EDP Vissla Ericeira Pro em Portugal nesta semana. Os líderes do ranking já estão confirmados na elite de 2024, o norte-americano Cole Houshmand e o australiano Jacob Willcox. Os outros que estão se classificando no momento, são os norte-americanos Crosby Colapinto e Kade Matson, os havaianos Eli Hanneman e Imaikalani deVault, o português Frederico Morais, o australiano Jackson Baker, com os brasileiros Samuel Pupo e Michael Rodrigues fechando o G-10, após os resultados da quinta-feira em Portugal.

Luana Silva competindo no Corona Saquarema Pro em 2022 (Crédito da Foto: @WSL / Daniel Smorigo)

Já a relação atual das top-5 do ranking feminino é totalmente dominada pela Austrália. A líder disparada é a experiente Sally Fitzgibbons, que praticamente já confirmou seu nome para o CT 2024. Além dela, tem Isabella NicholsIndia Robinson e Bronte Macaulay. A exceção é a norte-americana Sawyer Lindblad e a esperança de classificação do Brasil é Luana Silva, que subiu para o sexto lugar com a passagem para as quartas de final na quinta-feira em Portugal. Ela dividia o sétimo lugar com a sul-africana Sarah Baum e a americana Alyssa Spencer, campeã do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil no ano passado.

Além do show garantido dentro d´água, a WSL Latin America, organizadora da etapa final do Challenger Series 2023 em Saquarema, promove várias atrações extras para o público que sempre lota a Praia de Itaúna. De 14 a 21 de outubro, terão shows musicais, espetáculos de acrobacia aérea com a Esquadrilha Ceude Jet Wave com o campeão mundial de Freeride, Bruno Jacob, baterias do Onda do Bem Outubro Rosa entre campeãs e celebridades que surfam, outra especial com grandes ídolos do surfe brasileiro, além de distribuição de brindes e muita diversão para a família toda no “Maracanã do Surf”.

Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil é uma realização da WSL Latin America com patrocínios da Corona, Banco do Brasil, Prefeitura Municipal de Saquarema, Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Vivo, Natura Kaiak, Yeti e TikTok. A competição será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e Aplicativo e Canal da WSL no YouTube.

 

Por WSL LATAM News

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *