Inscrições abertas para o ” 1°Concurso de Trilha Sonora Amazônia Fest Alter”

Foto Divulgação

Grandes nomes da música brasileira e internacional, com o intuito de incentivar a cultura, resolveram doar suas contribuições, em vários formatos, ao 1º CONCURSO DE TRILHA SONORA AMAZÕNIA Fest Alter. São eles:  Edu Lobo, David Tygel, Jaques Morelenbaum, Marion Lemonier e Vivian Aguiar Buff.

O Concurso terá os principais prêmios em dinheiro, resultado das doações de vários apoiadores e incentivadores da arte, da música, do cinema e da cultura. Estão confirmados o PRÊMIO EDU LOBO,  com doação feita pelo cantor e compositor no valor de R$ 1.200,00 ao 1º lugar; o PRÊMIO CECILIA BASTOS, doação feita em nome da poetisa carioca no valor de R$ 1.000,00 ao 2º lugar; o PRÊMIO PIERRE PIANOS, doação feita pela empresa de pianos no valor de R$ 800,00 ao 3º lugar. Além desses, haverá um PRÊMIO ESPECIAL para a melhor compositora, no valor de R$ 300,00, oferecido pela cientista brasileira Ana Maria Jansen; e o PRÊMIO THE AMAZONIC, a biblioteca de sons virtuais que oferece seu produto THE COMPLETE EDITION ao 1º lugar, e o PRÊMIO WN, que oferece mixagem e masterização para os três primeiros colocados.

Entre os julgadores, estão confirmados David Tygel, cantor e compositor de mais de cinquenta trilhas sonoras, cinco vezes vencedor do Festival de Cinema de Gramado, além de fundador e participante do grupo Boca Livre; Jaques Morelenbaum, violoncelista, compositor e arranjador, autor de trilhas sonoras como O Quatrilho, Central do Brasil; Vivian Aguiar Buff, a compositora brasileira, supervisor musical da Dream Works, autora de trilhas de filmes brasileiros e americanos e  Marion Lemonier, compositora, multi-instrumentista francesa, produtora musical da Rede Globo de Televisão, ganhadora do prêmio Rede Globo de Jornalismo pelo documentário “Rubens Paiva, uma história inacabada”..

Até o dia 20 de novembro de 2020 estarão abertas as inscrições para o CONCURSO DE TRILHA SONORA AMAZÔNIA FEST ALTER. A idealizadora do concurso é a compositora e pianista Monique Aragão, autora de trilhas para cinema, teatro e tv que ressalta a importância da divulgação do trabalho dos compositores brasileiros para o audiovisual.

 

“É um projeto concebido para criar redes de colaboração e intercâmbio entre compositores, cineastas e produtores de audiovisual. Por fazer parte de um grande festival de cinema, o concurso promete dar boa visibilidade aos participantes, criando oportunidades para os novos talentos, que é justamente um dos princípios do FEST ALTER “, Monique.

 

Para as inscrições, os candidatos deverão escolher e baixar apenas um dos trechos de obras cinematográficas disponibilizados pelo concurso, e postar o vídeo, com a trilha sonora de sua criação, no canal de sua preferência no Youtube, em modo público, com o seguinte título: Nome do candidato – Nome do Filme –de Autor do Filme. (Ex: João da Silva – “Limite” – de Mário Peixoto). Na descrição do vídeo deverá conter a informação: #concursoamazoniafestalter.

 

 

 Os dez finalistas serão anunciados no dia 27 de novembro e  submetidos ao voto popular. O resultado será divulgado no dia 11 de dezembro, em entrevista ao vivo com os finalistas no FEST ALTER 2020.

 

 

Todas as informações e os interessados para as inscrições entre no site oficial do Festival de Cinema de Alter do Chão no link  Acesse: https://festivaldealterdochao.com.br/concurso-amazonia-festalter/

O Festival de Cinema de Alter do Chão 2020, que será exibido  virtualmente este ano, de forma gratuita, será  realizado de 09 a 13 de dezembro.

 

 

 

 

Créditos Divulgação assessoria

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.