Rafael Macedo e Pulando o Vitrô se apresentam no Teatro Centro Cultural Minas Tênis Clube

Foto: Natalia Gomes

Rafael Macedo e Pulando o Vitrô lançaram “Microarquiteturas” no dia 06 de junho e no dia 21 de junho, eles fazem o show de lançamento no Teatro Centro Cultural Minas Tênis Clube (antigo Teatro Bradesco), em BH, mostrando ao vivo os sofisticados arranjos que colocaram no álbum. O disco “Microarquiteturas” contém onze faixas compostas por Rafael Macedo, incluindo duas canções em parceria com Lucas Ruas e Rafael Pimenta e uma peça instrumental.

 

 

“Vocês escutarão algo se esculpiu em longo tempo, com ânsia em estado de suspensão. Há, nessas faixas, muito do que, para nós, custou dois meses passando em dois segundos; muito do que foi dúvida tornado certeza”, diz Macedo, com poesia.

 

 

Um pouco sobre Rafael Macedo e Pulando o Vitrô

 

Formado em Educação Artística com habilitação em Música, Rafael Macedo estudou na Pró-Music antes da Fundação de Educação Artística, onde é Professor desde 2008. Recebeu dois Prêmios BDMG Instrumental (2006 e 2013), tocou ao lado de artistas como Hermeto Pascoal e UAKTI, e fez arranjos para Graveola, ANA e Leonora Weissmann, entre outros.

Rafael Macedo & Pulando o Vitrô é um nome irreverente usado pelo compositor e músico mineiro para designar as diferentes formações instrumentais que o acompanharam em seu trabalho de canções, principalmente, desde 2004. O nome deve-se, em específico, a um episódio, entre 2003 e 2004, quando ele gravava a sua primeira fita demo, na casa das mães do músico Rafael Pimenta, em Belo Horizonte.

Depois de alguns dias de gravação, a mãe de Pimenta resolveu trancar a porta do estúdio, que ficava na sala. Rebeldemente, Pimenta invadiu o local pelo basculante (habitualmente chamado de “vitrô”) de quase três metros e permitiu, assim, que o trio (ao lado de músicos como Juliana Perdigão, que viria a integrar o Pulando o Vitrô entre 2004 e 2009) continuasse o esboço daquele que seria, em grande parte, o primeiro disco da trupe, “Quase em Silêncio”, de 2009.

Pulando o Vitrô é, desde 2015, Alexandre Silva (clarinetes e clarone), Bernardo Caldeira (bateria, voz, concepção/criação), Francisco César (bandoneon e sax tenor), João Paulo Drumond (percussão), João Paulo Prazeres (saxes soprano, alto, tenor e barítono), João Paulo Bochecha (trombone), Rafael Pimenta (contrabaixo elétrico e concepção/criação), Yuri Vellasco (percussão), e da performer Brisa Marques (atuação cênica e vocal).

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: