Illy lança seu primeiro álbum no Festival Levada em Ipanema

Foto: divulgação

Nos dias 24 e 25 de maio, quinta e sexta, às 21h, o Festival Levada traz o som da Bahia para o Teatro Ipanema.  Terceira atração do evento, a cantora Illy – baiana radicada no Rio – aproveita para fazer o lançamento oficial do seu primeiro CD, Voo Longe, que vai do ijexá ao jazz, do samba ao rock e da salsa ao pop. No dia 25, ela contará com a participação de Davi Moraes. O Levada encerra sua temporada em Ipanema com o show do grupo Trombone de Frutas, dias 30 de maio e 1o de junho.

Para o show no Levada, que tem direção assinada também por Moreno Veloso, a cantora se apresenta acompanhada da banda formada por Guilherme Lírio (guitarra), Gabriel Loddo (baixo), Marcelo Callado (bateria) e Marcelo Costa (percussão). No repertório estão as músicas do CD, com destaque para “Só eu e você” (Chico César) – que integrou a trilha da novela “Sol Nascente”,  na TV Globo -, “Enquanto você não chega” (Cézar Mendes/Capinan/Pretinho da Serrinha),  o ijexá “Afrouxa” (Arnaldo Antunes/Betão Aguiar/Davi Moraes/Pedro Baby)  e “Djanira” (Arnaldo Almeida/Jarbas Bittencourt/João Luis),  um salsa bem humorada sobre uma professora brasileira presa por traficar maconha em cascas de bananas. Mas o show também reserva espaço para releituras de Angela Maria (“Vida de bailarina”), Roberto Carlos (“ Olha”), Djavan (“Que foi, my love?) e de Belo, que Illy não revela para não estragar a surpresa.

A cantora começou sua carreira ainda adolescente, em trio elétrico, no interior da Bahia. Depois, esteve à frente do grupo Samba Dibanda e seguiu apostando na carreira até lançar seu primeiro projeto solo, “Illy canta os cem anos de Caymmi”.  O boca a boca sobre o seu talento ganhou força e fãs. Ano passado, ela abriu shows para Gal Costa e Djavan, respectivamente no Circo Voador e na Fundição Progresso.  E agora é a vez do Festival Levada.

 

Já tinha ouvido falar muito do festival e da sua importância para os artistas independentes.  É uma super seleção, com artistas incríveis.  Esse show vai ser especial. É o Rio de Janeiro abrindo as portas para ouvir o meu primeiro voo.”,  aposta a baiana.

 

A sétima edição do Festival Levada começou no dia 10 de maio com show de Kassin e segue até o final de julho apresentando bandas e cantores das cinco regiões do país, divididos entre Teatro Ipanema (até 25 de maio, às 21h), no Teatro SESI (de 7 a 29 de junho, às 19h), no Centro; e no Centro da Música Carioca (de 5 a 27 de julho, às 20h), na Tijuca. Dessa forma, o festival chega em três regiões da cidade: Zona Sul, Centro e Zona Norte, um desejo antigo do idealizador, Julio Zucca, sócio da Zucca Produções e coordenador geral do Levada. 

Com shows às quintas e às sextas-feiras, em horários variados, e ingressos a preços populares (R$ 20 e R$ 10 para quem paga meia entrada), o Festival Levada tem patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura e da Oi – por meio da Lei de Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro – Lei do ISS.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: