Ayrton Senna, o musical estreia no Rio de Janeiro

A produção, que estreia em novembro no Teatro Riachuelo Rio, terá cenário de Gringo Cardia, figurino de Dudu Bertholini, direção musical de Felipe Habib e coreografia de Lavínia Bizzotto

 

 

Foto: Divulgação

A história do brasileiro Ayrton Senna, tri-campeão mundial de Fórmula 1, reconhecido como um dos maiores pilotos de todos os tempos, herói nacional e ídolo internacional. A essência da sua personalidade e caráter, com espírito guerreiro e de solidariedade, estará nos palcos do espetáculo “Ayrton Senna, o musical”, que estreia no Teatro Riachuelo Rio, dia 10 de novembro.

 

 “Para falar sobre Ayrton Senna temos que voar alto”, Aniela Jordan

 

Produzido pela Aventura Entretenimento, em parceria com a família Senna e apresentado pelo Bradesco, “Ayrton Senna, o musical” é a vigésima quarta produção da Aventura, em nove anos de estrada, e um espetáculo diferente de tudo o que já foi criado pela produtora até o momento. Aniela Jordan, sócia-diretora da Aventura, ao lado de Fernando Campos, Luiz Calainho e Patrícia Telles comenta sobre o espetáculo.

 

 “É incrível contar a história de uma pessoa normal que virou um herói nacional. O país precisa de referências nesse momento”, diz Claudio Lins. 

 

Lotus 97T F1 Turbo JPSde Ayrton Senna 1985
Foto: Edna Rocha

Claudio Lins e Cristiano Gualda são a dupla que assinam o roteiro e as canções originais – compostas especialmente para o espetáculo.

 

“Escrevemos a primeira canção e fomos apresentar à família Senna. Estávamos muito nervosos, pois ninguém tinha ouvido ainda e eles foram logo os primeiros. Foi um momento inesquecível, único, muito emocionante!”, comentou Gualda.

 

Para dar movimento e velocidade ao espetáculo, a direção fica por conta de Renato Rocha, diretor que desenvolveu carreira internacional por quase 10 anos, reconhecido por unir circo e teatro. Renato criou espetáculos em Londres (para a Royal Shakeaspeare Company, The Roundhouse, LIFT (Festival Internacional de Teatro de Londres) e Circolombia), para a Bienal Internacional de Artes de Marselha, Teatro Nacional da Escócia, Festival Internacional de Dança de Leicester, União Européia e Unicef.

 

 “Não tem como fazer um espetáculo sobre Senna sem muita velocidade, sons e luzes. Teremos muitos números aéreos e pendulares”, comenta o diretor.

 

Capacete do Ayrton
Foto: Edna Rocha

Ayrton se tornou a imagem solidificada de determinação e esperança à todos os brasileiros, mesmo aqueles que não curtiam F1. O ídolo das manhãs de domingo, marcou gerações e gerações de brasileiros, foi um piloto, três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991. Sua morte, assim como o funeral e velório, provocou uma das maiores comoções da história do Brasil, e fora dele, considerado como o maior ídolo do país.

Há mais de 20 anos, o Instituto Ayrton Senna contribui para ampliar as oportunidades de crianças e jovens por meio da educação. Suas ações são financiadas por doações, recursos de licenciamento e por parcerias com a iniciativa privada. Considerando iniciativas voltadas para o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, estamos em 17 Estados e mais de 660 municípios, apoiamos a formação de mais de 60 mil profissionais por ano e beneficiamos a educação de mais de 1,5 milhão de alunos por ano.

 

http://www.ayrtonsenna.com.br/

www.institutoayrtonsenna.org.br

 

Vinte e quatro atores/cantores/bailarinos/acrobatas compõem o elenco formado após audição entre 100 pessoas.

Hugo Bonemer (Hair, Yank!, Rock in Rio, o musical e A Lei do Amor) foi o ator escolhido para interpretar o Ayrton. “Foi a audição mais difícil que já fiz. Além da pressão do personagem, o teste foi com uma música autoral”, comentou Hugo. “Eu buscava um ator que me emocionasse e o Hugo me emocionou com o olhar. Me lembrou o olhar do Senna pelo capacete”, disse Renato Rocha, diretor da montagem. “Ayrton Senna, o musical” traz ainda nomes de peso na equipe criativa, como Gringo Cardia no cenário e direção de arte, Dudu Bertholini assina os figurinos, a direção musical é de Felipe Habib, criação sonora de Daniel Castanheira, coreografia de Lavínia Bizzotto e visagismo de Anderson Montes.

Elenco: Hugo Bonemer, Victor Maia, João Vitor Silva, Lucas Vasconcelos, Pepê Santos, Will Anderson, Leonardo Senna, Adam Lee, Ivan Vellame, Kiko do Valle, Natasha Jascalevich, Estrela Blanco, Karine Barros, Lana Rhodes, Bruno Carneiro, Douglas Cantudo, Juliano Alvarenga, Marcella Collares, Marcelinton Lima, Olavo Rocha, Laura Braga, João Canedo e Paula Raia.

Classificação: Livre

 

Serviço:

Dias, horários e valores:

Quinta às 20:30 – R$ 120,00 (Valor inteira)

Sexta às 20:30 – R$ 120,00 (Valor inteira)

Sábado às 16:30 e 20:30 – R$ 150,00 (Valor inteira)

Domingo às 18:00 – R$ 150,00 (Valor inteira)

Duração: 140 minutos

Temporada:

De 10/11/2017 Até 04/02/2018

Contato:

(21) 2533-8799

Gênero:

Musical

Meia Entrada: Estudantes (ensino fundamental, técnico profissionalizante, médio, supletivo, ensino superior), Pessoa com deficiência e um acompanhante, Idosos (pessoas com mais de 60 anos), Jovens pertencentes a famílias de baixa renda, com idades de 15 a 29 anos, Menores de 21 anos.

 Para mais informações, você pode conversar conosco através do Chat online, ele está disponível aqui mesmo na home do nosso site. Este atendimento é rápido e prático.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Loja Riachuelo Ipanema.

Endereço: Rua Visconde de Pirajá, 321.

Horário de Funcionamento: Segunda à Sábado de 9h às 17h e Feriados 11h às 17h.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Teatro Riachuelo

Endereço: Rua do Passeio, 38/40. Centro – Rio de Janeiro

Horário de Funcionamento:  Terça a domingo de 12h as 20h. Em dias de espetáculo, a bilheteria funciona até 1 hora após o início do mesmo.

 

 

Maiores informações:

http://www.rionoteatro.com.br/ayrton-senna-o-musical

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: