Biblioteca Nacional: posse de Marco Lucchesi na presidência, acontece nesta terça-feira (30/05)

Evento contará com a presença da ministra da cultura, Margareth Menezes, e será transmitido ao vivo pela internet

 

Marco Lucchesi
Foto: Divulgação

Acontece nesta terça-feira (30/05), a partir das 11h, na sede da Biblioteca Nacional (BN), Centro do Rio de Janeiro, a posse oficial de Marco Lucchesi na presidência da instituição. A solenidade será restrita para convidados e contará com a presença da ministra da cultura, Margareth Menezes. Novos projetos da BN serão anunciados no evento. O ator Maurício Gonçalves será o mestre de cerimônias durante a posse, que terá como atração artística a Orquestra de Cordas de Volta Redonda. O canal do YouTube da Biblioteca Nacional fará a transmissão ao vivo (@FundacaoBibliotecaNacional). À frente da instituição desde fevereiro deste ano, Marco Lucchesi assume o cargo oficialmente nesta terça, encerrando o ciclo de posses de presidentes dos órgãos ligados ao MinC.

 

“A biblioteca nacional de um país traduz a diversidade, a profundidade e a riqueza de todas as memórias plurais que se realizam no território. Ela é como uma ‘pequena República’, que reproduz os grande ideais contrários à censura, na contramão das fake news, produzindo dados e metadados: uma riqueza fundamental para a consolidação do processo democrático, dentro dos parâmetros da racionalidade, da perspectiva ecumênica e abrangente. É a memória que se instaura para o futuro”, afirma Lucchesi.

 

Marco Lucchesi

Poeta, romancista, memorialista, ensaísta, tradutor e editor, Marco Lucchesi nasceu em 9 de dezembro de 1963, no Rio de Janeiro. É autor de cerca de 50 livros, entre poesia, ensaio e romance e domina mais de 20 idiomas. Precoce, suas primeiras publicações foram feitas na adolescência. Formou-se em história pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Recebeu os títulos de Mestre e Doutor em Ciência da Literatura, pela UFRJ, com pós-doutoramento em Filosofia da Renascença pela Universidade de Colônia, na Alemanha. É professor titular de Literatura Comparada na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), foi presidente da instituição entre 2018 e 2021.

 

AGENDA

Data: Terça-feira, 30 de maio de 2023

Hora: 11h

Endereço: Biblioteca Nacional, saguão nobre | Av. Rio Branco, 219 – Cinelândia

Transmissão: www.youtube.com/fundacaobibliotecanacional

 

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN)

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) é um órgão público federal vinculado ao Ministério da Cultura (MinC). A fundação inclui a Biblioteca Nacional – a mais antiga instituição brasileira e a maior biblioteca da América Latina – além da Biblioteca Euclides da Cunha (BEC) e a Casa de Leitura:

>Biblioteca Nacional (BN) foi inaugurada em 1810 por D. João VI, e desde 1910 ocupa o prédio localizado na Av. Rio Branco, número 219, na Cinelândia – Centro do Rio de Janeiro. Sua missão é coletar, registrar, salvaguardar e dar acesso à produção intelectual brasileira, assegurando o intercâmbio com instituições nacionais e internacionais e a preservação da memória bibliográfica e documental do país. É considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo. 

> Biblioteca Euclides da Cunha (BEC) – localizada temporariamente na Av. Presidente Vargas n. 3131, sala 704, do Edifício Teleporto, na Cidade Nova, é uma biblioteca pública que oferece serviços de livre acesso ao acervo bibliográfico e aos registros de expressão cultural e intelectual. Igualmente, tem como atribuição desenvolver atividades de caráter informativo, cultural e educacional, integrando-se aos objetivos da FBN. Dentre as ações de difusão do acervo podemos listar “A Traça Faminta”, o programa “Vozes Brasilis” e a divulgação de boletins de novas aquisições.

Casa da Leitura fica na Rua Pereira da Silva, 86, Laranjeiras, e tem como atribuição desenvolver atividades de caráter informativo, cultural e educacional. Através de eventos como cursos, oficinas, debates, seminários, palestras e fóruns de discussão, cumpre seu objetivo de formar leitores e democratizar o acesso ao texto literário. Sua programação é voltada prioritariamente a professores de sala de aula, bibliotecários e demais mediadores de leitura, com a finalidade de instrumentalizá-los em suas práticas.

 

 

Por http://bn.gov.br

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *