Pedro Luís faz concerto solo sem plateia no Theatro Municipal nesta sexta (11)

Foto Ricardo-Gomes

Ele canta, compõe, escreve, toca, arranja, produz e dirige. No Theatro Municipal de Niterói, sem plateia, sozinho no palco, Pedro Luís vai mostrar seu cancioneiro autoral, que passeia por diversos matizes, com músicas que fizeram sucesso em roupagens de outros artistas. Estão previstas, também, canções de Luiz Melodia, homenageado em seu mais recente trabalho: a versão de luxo do disco “Vale Quanto Pesa – Pérolas de Luiz Melodia“, que saiu em março de 2020. A apresentação vai ser transmitida ao vivo, dia 11 de setembro, sexta, às 20h, nas páginas do Facebook da Cultura Niterói e do Theatro Municipal de Niterói

d

“Neste formato, apresento um repertório composto por músicas de minha autoria que foram gravadas por diversos artistas, como Elza Soares, Cidade Negra e Roberta Sá. Aproveito, também, para mostrar um pouco da obra de Luiz Melodia,  já que acabei de lançar uma versão de luxo do álbum em tributo a ele. Mas o show tem espaço para surpresas e para atender a pedidos também”, adianta Pedro Luís. 

s

Com a combinação de voz, violão e outros instrumentos, Pedro pretende tocar canções como “Deus Há de Ser”, gravada por Elza Soares em seu recém-lançado disco “Deus é Mulher”; “Caio no Suingue”, lançada por Pedro Luís e a Parede e sucesso com o Monobloco; “Girassol”, famosa na voz do grupo Cidade Negra; “Miséria S.A.”, hit do Rappa; e “Girando na Renda”, que Roberta Sá registrou com o próprio Pedro no disco “Que Belo Estranho Dia Pra Se Ter Alegria”. De Luiz Melodia, estão programadas “Estácio, Eu e Você”, “Pérola Negra” e “Magrelinha”. Músicas do álbum “Macro”, como é o caso de “Se Eu Merecer”, feita com Ivan Santos, também devem estar presentes na apresentação.

Pedro Luís é um raro artista auto-suficiente, multifacetado e agregador: canta, compõe, escreve, toca, arranja, produz e dirige. Foi roqueiro no Urge nos anos 80 e deu forma musical ao funk poético do Boato nos 90. Na década seguinte, tornou-se – e é até hoje – argamassa da usina musical chamada A Parede, com quem formou o Monobloco, que há 19 anos arrasta multidões no carnaval carioca. Compõe lindas canções para a MPB com parceiros variados e produz discos de diversos talentos da música nacional. Faz ainda trilhas para cinema, TV e teatro, além de dirigir espetáculos de música e teatro. 

s

s

SERVIÇO

PEDRO LUÍS AO VIVO NO THEATRO MUNICIPAL DE NITERÓI

Data: 11/09/2020 (sexta)

Horário: 20h

Local: Theatro Municipal de Niterói

Transmissão ao vivo em: 

www.facebook.com/TheatroMunicipaldeNiteroi

www.facebook.com/CulturaNiteroi 

s

s

s

Créditos SOMAR Comunicação Integrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.