Palestra discute o papel das mulheres como atletas e gestoras

 

Magic Paula falará sobre experiência pessoal na IV Semana Internacional do Esporte Pela Mudança Social e espera inspirar nova geração

 

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Sentir o coração bater mais forte ao ver uma professora brincando com uma bola de basquete foi a inspiração da então pequena Paula para se tornar um dos nomes mais importantes do esporte mundial. Hoje, é ela a inspiração para muitos, e não somente por sua carreira como jogadora, mas como gestora esportiva e fomentadora social. É com base nesse histórico que a fundadora do Instituto Passe de Mágica participará da IV Semana Internacional do Esporte Pela Mudança Social, realizada de 30/11 a 2/12, no Rio de Janeiro, onde apresentará a palestra “Mulheres: atletas e gestoras”. A programação conta com painéis, apresentações, debates e oficinas práticas, incluindo a presença de grandes nomes nacionais e internacionais ligados ao tema. É promovido Rede Esporte pela Mudança Social (REMS), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Cooperação Alemã, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

Magic Paula destaque umas das palavras que melhor define a SIEMS: “troca”. A ex-jogadora disse que participar do evento é garantia de trocar conhecimento com organizações que trabalham na mesma área. “É a oportunidade de transmitir aquilo em que acreditamos e discutir de que forma o esporte pode ser mais do que a formação de campeões, representar algo fundamental para fortalecer os valores do individuo”. Ela ainda vai falar sobre sua experiência como atleta e como surgiram as oportunidades para ser gestora, como enfrentou as dificuldades na carreira pós-atleta e a eterna busca pelo aprendizado.

Há 12 anos, a gestora esportiva fundou o Instituto Passe de Mágica, que hoje atende cerca de 900 crianças e suas respectivas famílias. O trabalho tem base nos quatro pilares da educação, transmitindo valores éticos em comunidades socialmente vulneráveis. “Acredito que o esporte deva sempre começar na vida da criança de maneira lúdica. Podemos fazer a diferença valorizando o brincar no início da prática esportiva e, com isso, transmitir valores com uma força que poucos conhecem. Isso pode, sim, ser um transformador social”, comenta Paula.

 

 

Inscrições abertas

O objetivo da iniciativa é abordar a relação entre esporte e desenvolvimento humano. Os palestrantes se apresentarão no Museu de Arte do Rio (MAR), enquanto a oficina “Pedagogia da Emergência: Uma Metodologia para Superação de Traumas”’, que terá 40 vagas, acontecerá no dia 01/12 na Escola Vicente Licínio Cardoso, também na região central da cidade. A segunda oficina, de “Treino Social”, por sua vez, disponibilizará 30 vagas no dia 02/12 e será realizada parte no museu, parte na escola.

Para a programação de painéis e palestras no MAR serão oferecidas 200 vagas por dia. As 100 primeiras pessoas inscritas que chegarem ao local terão acesso ao auditório, enquanto as demais serão direcionadas a uma sala em que haverá transmissão simultânea das atrações.

 

 

IV Semana Esporte Pela Mudança Social

 

As inscrições para IV Semana Internacional do Esporte Pela Mudança Social já estão abertas e podem ser feitas no site http://www.rems.org.br/siems/.

30/11 a 02/12

Entrada: Gratuita

Museu de Arte do Rio (MAR) – Praça Mauá, 5, Centro – palestras e paineis

Escola Vicente Licínio Cardoso – Rua Edgard Gordilho, 74 – Saúde – oficinas práticas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.