Casa do Choro apresenta: Trio da Amizade, Paulinho Leme e Mauricio Carrilho, Quarteto Assanhado, Quarteto Maogani

Casa do Choro  Foto: Fabiano Battaglin
Casa do Choro
Foto: Fabiano Battaglin

A Casa do Choro fica na Rua da Carioca número 38, a poucos metros da Estação de metrô da Carioca e oferece programação cultural de qualidade e a preços populares de segunda a sábado. Inaugurada em 2015, funciona num casarão histórico de fachada islâmica conhecido como “Mourisquinho”, restaurado com apoio financeiro do BNDES e patrocínio da Petrobras. Antes e depois das apresentações é possível visitar o centro de pesquisa Jacob do Bandolim, com relíquias e um acervo de partituras e documentos relacionados à história do choro. Outra atração da casa é a exposição permanente “Imagem Recitativa” com obras dos artistas plásticos Ciro Fernandes e Renato Amorim.

 

24 e 25/10 | Choro das Seis e Meia apresenta: Trio da amizade

Paulão 7 Cordas, Netinho Albuquerque e Ramon Araújo formam o Trio da Amizade, pequeno conjunto criado em 2015 quando atuavam no conjunto “Pé de Moleque”. Desde então o trio tem se presentado em diversas casas de show e teatros do Rio de Janeiro sempre tocando choro, gênero musical mais importante na formação dos seus componentes. Apresentaremos na Casa do Choro um repertório formado por músicas de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Canhoto da Paraíba, Nazareth e outros grandes autores do gênero.

Casa do Choro: Rua da Carioca 38, Centro | 2242-9947 | Seg e Ter, às 18h30 | R$30 | Livre.

 

26 e 27/10 | Choro das Seis e Meia apresenta: Paulinho Leme e Mauricio Carrilho

Baseado no projeto 8COM, série de discos lançados pela Acari Records, o show apresenta uma seleção de canções da gigantesca obra do compositor Mauricio Carrilho (são de 1.300 peças compostas dentro do universo do choro) e abre uma janela para que jovens solistas mostrem suas qualidades, como o pianista e acordeonista Paulinho Leme. Formado em Piano (MPB-Jazz) pelo Conservatório de Tatuí e em Educação Musical pela UFSCar, Paulinho já se apresentou ao lado de mestres como Hermeto Pascoal, Hamilton de Holanda, Nailor Proveta, Sizão Machado, Cuca Teixeira, Michel Leme, dentre outros.

Casa do Choro: Rua da Carioca 38, Centro | 2242-9947 | Qua e Qui, às 18h30 | R$30 | Livre.

 

28/10 | Saraus Cariocas apresentam: Quarteto Assanhado

Composto por André Milagres, Lucas Ladeia, Rodrigo Heringer e Rodrigo Magalhães, o conjunto surgiu com a proposta de experimentar a execução do repertório chorístico com uma formação não muito convencional, utilizando instrumentos como o baixo-acústico, a bateria e o vibrafone, além dos característicos violão de sete cordas e cavaquinho. A partir de sua criação, no início de 2011, os integrantes passaram a pesquisar, arranjar e compor peças que combinassem com a instrumentação proposta. Desde então o grupo vem se apresentando nos principais projetos destinados à música instrumental em Belo Horizonte, como as séries Quarta Cultural e Pizindin Choro no Palco (Conservatório da UFMG), TerçaCurta! (SESC Palladium), Prata da Casa (Escola de Música da UFMG), no Savassi Festival – Jazz and Lounge 2012 e Festa da Música.

Casa do Choro: Rua da Carioca 38, Centro | 2242-9947 | Sex, às 12h30 | R$30 | Livre.

 

28 e 29/10 | Saraus Cariocas apresentam: Quarteto Maogani

Carlos Chaves (violão requinto e violão de 7 cordas), Mauricio Marques (violão de 8 cordas), Marcos Alves (violão de 6 cordas) e Paulo Aragão (violão de 8 cordas)

O Quarteto Maogani de Violões é um dos grupos instrumentais mais conceituados no cenário musical popular brasileiro, presença constante em concertos no Brasil e no exterior. Criado em 1995, o grupo trouxe para a música brasileira novos caminhos, explorando uma formação instrumental pouco usual no cenário popular. O Maogani tem como marcas registradas sua sonoridade inconfundível, seus elaborados arranjos – criados por seus próprios integrantes – e as interpretações que unem a delicadeza e os cuidados da música de câmera ao vigor e à espontaneidade da música popular. E é justamente esta versatilidade que vem encantando a crítica especializada, o público em geral e importantes personalidades do meio musical, que colocam o Maogani como herdeiro e continuador da melhor tradição violonística no Brasil. Nos trabalhos mais recentes, o grupo se aprofundou no repertório de Ernesto Nazareth (Pairando, 2014) e no universo musical latino-americano (Canela, 2015).

Casa do Choro: Rua da Carioca 38, Centro | 2242-9947 | Sex e Sáb, às 18h30 | R$30 | Livre.

 

Casa do Choro

Rua da Carioca, 38 – Centro, Rio de Janeiro

Tel.: (21) 2242-9947

Capacidade do Auditório Radamés Gnattali: 100 lugares

Acessibilidade: Acesso para portadores de necessidades especiais

Bilheteria aberta 1h antes dos espetáculos (pagamentos apenas em dinheiro)

Vendas online: www.ingresso.com

Mais informações: www.casadochoro.com.br 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.