A Secretaria Municipal de Cultura e a Prefeitura do Rio de Janeiro apresentam: Hermeto Pascoal 80 Anos

 

Shows e Exposição Itinerante em homenagem ao “Mago dos Sons” (Espetáculos terão “linguagem dos sinais” para promoção de acessibilidade)

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O “mago dos sons” faz 80 anos e por isso, a Prefeitura do Rio,  por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura se aliou à Verastar Criações Artísticas e Culturais na realização do projeto “Hermeto Pascoal – 80 anos”; evento inédito e que irá começar no dia do aniversário do músico, 22 de junho de 2016, na Areninha Carioca Hermeto Pascoal, em Bangu, Rio de Janeiro.  Nos dias 22 e 23/6, além dos shows, uma exposição sobre o artista com partituras, fotos, e muitos itens relacionados a sua carreira.

Além disso, um grupo de músicos executando canções de Hermeto  irá tornar a mostra ainda mais palatável. 

No dia 24 não ocorrerão shows, mas a exposição poderá ser visitada pelo público.

Dia 25/6, o espetáculo será na Arena Carioca Fernando Torres, em Madureira.  Hermeto terá a companhia do virtuoso grupo que o acompanha há décadas, e de convidados ilustres. Outro fator relevante é o ineditismo do repertório porque, conforme se sabe, o artista jamais  antecipa roteiros musicais pois gosta de surpreender as plateias com exibições originais e exclusivas. O projeto ‘Hermeto Pascoal – 80 anos’ integra o Circuito Cultural Rio, idealizado pela Secretaria Municipal de Cultura e pela Prefeitura do Rio, para a programação cultural dos períodos Olímpico e Paraolímpico, que vai de maio a setembro de 2016.

Para auxiliar no processo da acessibilidade, os shows contarão com um especialista na “linguagem dos sinais”.

Serão seis músicos, além do próprio  Hermeto que tocará flauta-baixo, teclado, escaleta, chaleira, acordeom, em copos d`água, etc…Os instrumentistas que o acompanharão, no palco: Aline Morena (voz, guitarra de 10, percussão corporal), Itiberê Zwarg (baixo elétrico e percussão),  André Marques (piano, flauta e percussão), João Paulo (sax, flautas e percussão), Fábio Pascoal (percussão e direção de palco) e  Ajurinã Zwarg (bateria e percussão).

Hermeto Pascoal – 80 Anos” visa homenagear um dos maiores artistas brasileiros, famoso internacionalmente, e conhecido pela singularidade do seu trabalho, principalmente como instrumentista, chega aos 80 anos de idade – e mais de seis décadas de carreira – com invejável vigor e atraindo públicos cada vez mais jovens. Hermeto, um raro fenômeno musical que se mantém no topo e levando uma multidão de fãs aos seus espetáculos, consegue a façanha de agradar aos críticos mais exigentes sem jamais ter abdicado do aplauso popular. Seus shows atraem fãs de todas as idades e das mais diversas classes sociais. Por isso, é um artista diferenciado, merecendo todas as nossas homenagens. O projeto ainda incorpora uma exposição igualmente itinerante que narra a bela trajetória do artista. O espetáculo terá ingressos variando entre  preços populares,  especiais e a gratuidade no acesso à exposição. 

Hermeto, celebrado por sua capacidade de “fazer música com qualquer coisa”, além dos roteiros musicais inusitados também contará com a presença de convidados ilustres. Na exposição, com o Grupo Itiberê e, no palco, durante apresentações,  com os músicos João Pedro, de Curitiba, e Paulo Maia, de SP. 

 Na turnê comemorativa, um show de “música universal” e que vai do regional ao contemporâneo, do complexo ao simples, misturando ritmos, estilos, ditado, exclusivamente, pelo bom gosto. E, como sempre, com o “mestre”  transitando em palcos repletos de elementos nada convencionais. São apresentações exclusivas, únicas e norteadas pelo conhecimento musical e imenso carisma deste multi-instrumentista igualmente ímpar em seus  talentos. 

Incensado pela mídia e com uma extensa agenda internacional, Hermeto – que nada têm de hermético como muitos pensam – sempre contagiou platéias. Um projeto com a logomarca da SMC/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro,  certamente, ficará na memória dos espectadores (e na história da música brasileira).

 

CIRCUITO CULTURAL RIO

Idealizado pela Prefeitura do Rio, o Circuito Cultural Rio conta com mais de 700 atrações, selecionadas e patrocinadas por meio dos editais da Secretaria Municipal de Cultura, que serão apresentadas em mais de 100 espaços culturais espalhados por toda a Cidade, além dos eventos que acontecem ao ar livre. Com peças de teatro, exposições, shows, espetáculos de dança, atrações circenses, eventos de gastronomia, manifestações de rua, saraus, bailes e afins, o Circuito Cultural Rio vai possibilitar uma experiência integral da diversidade cultural carioca. 

 

SERVIÇO

 

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO PROJETO

 ARENINHA CULTURAL HERMETO PASCOAL

22 e 23/6/2016 – (quarta e quinta-feira)

Prça 1º de Maio s/nº – Bangu – Tel: 3463-4945

-22/ 6 – exposição  de 18h às 21h e show às 21h;

-23/6 – exposição de 15h às 21h e show às 21h

-24/6 – exposição de 15h às 20h (não tem show).

 

25/6 – ARENA CARIOCA FERNANDO TORRES – MADUREIRA

Rua Bernardino de Andrade, 200 – Parque Madureira – Madureira/Turiaçu

Tel: 3495-3078 / 3093

 SÁBADO – exposição de 15h às 20h e show às 20h

 Duração média dos shows –  80 minutos

– Classificação etária – Exposição: livre; show: 16 anos

VALOR DOS INGRESSOS PARA OS SHOWS DE AMBOS OS ESPAÇOS:

R$ 1,00(simbólico) com 1kg de alimento não perecível, ingresso solidário (gratuidade de até 50 ingressos por show, para público da rede Municipal de Ensino), (Meia 5,00, inteira 10,00),  e a  exposição é gratuita ao público em geral.

– ACESSO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA;

– Produção: Verastar Criações Artísticas e Culturais

 – Patrocínio: SMC/ Prefeitura da Cidade do  Rio de Janeiro

PARA EXPOSIÇÃO (os instrumentos a serem tocados na exposição serão surpresa)

– GRUPO DO ITIBERÊ (podendo ter também as presenças dos músicos  João Pedro e Paulo Maia

– CONVIDADOS PARA O SHOW  –  confirmados: João Pedro e Paulo Maia, podendo ter também a presença do Grupo Itiberê.

 

OBS: No dia 24/6, no setor reservado à exposição,  músicos e público em geral poderão levar seus instrumentos (sem captação eletrônica) e tirar um som  no local nas partituras  expostas. E em qualquer outro dia da exposição o público  poderá desfrutar de momentos aprazíveis com seus instrumentos mas, o dia 24 seria o mais apropriado porque não haverá show.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: