Ney Matogrosso fala sobre seu legado musical, sua amizade com Cazuza, vida pessoal, em conversa mediada por Aline Midlej, no Rio2C

“Eu não tenho metas na minha vida. Eu não tenho metas, eu vou vivendo e as coisas vão surgindo. Os encontros vão acontecendo, as propostas vão surgindo, tenho um critério também, né? Dentro do que me agrada, do que eu possa fazer, eu realizo, mas eu não tenho uma meta na vida: ‘tenho que chegar lá’. Não! Eu vou indo, até onde vou chegar eu não sei, e nem aonde vou chegar. Né? Não é algo que possa entender”, resumiu Ney sobre sucesso e não ter metas para alcançá-lo.

 

Foto: Edna Rocha

No segundo dia do maior evento de criatividade da América Latina, quarta, dia 5 de junho, a Rio2C, maior evento de criatividade da América Latina, que vai até domingo, 9 de junho, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, contou com um dos painéis que movimentou o evento, Ney Matogrosso entrevistado por Aline Midlej.

O cantor falou sobre muitos assuntos de sua carreira e vida pessoal, e entre eles, falou que não tem medo de morrer, e que só a morte será capaz de pará-lo. Ainda ressaltou que sua mãe tem 102 anos, e que pode chegar até lá. Falou sobre sua amizade com Cazuza. Também contou, que quando acompanhou as gravações da sua cinebiografia, viu várias cenas da sua vida serem reproduzidas, e uma delas foi sobre seu exame de HIV, que deu negativo, e mostrava o resultado para seu parceiro que faleceu de AIDS. 

 

“Eu acompanhei durante três dias, doze horas por dia. Então eu vi várias cenas sendo feitas, e especialmente uma, que eu não esperava ver naquele dia. Eu tinha um parceiro que morreu de AIDS e todo mundo sabe. Então, era eu chegando em casa, com meu exame, dando negativo, e eu falando com ele: ‘olha aqui, eu cheguei com esse exame negativo’. E eu falando com ele: ‘olha, eu não fiz nada diferente de todo mundo, eu não sei, não tem explicação pra isso’. Aí, eu vi essa cena sendo reproduzida, tão verdadeiramente, que eu tive… Eu não chorei! As lágrimas pularam do meu olho…”, Ney ainda contou que ficou com seu parceiro até o fim. Ainda contou que seu romance com Cazuza durou apenas três meses,  mas que ficaram muito amigos, que massageava o pé de Cazuza, que acompanhou, o cantor, compositor, ator, poeta e letrista brasileiro, um dos maiores ídolos da geração do pop-rock dos anos 80, até o fim de sua vida.

 

Foto: Graça Paes/ Agência Zapp News

Também questionou o fato de o criticarem por não apoiar a causa Gay, ele disse que isso é uma inverdade, pois desde sempre ele falou abertamente de sua sexualidade, mesmo tendo vindo de um lar, onde o pai era militar. Ressaltou que é um artista que dança, mas não um dançarino e que aprendeu a movimentar o corpo da forma dele, que até tentou fazer aulas de dança, mas isso foge ao seu perfil. Ney Matogrosso também disse ter ganhado liberdade a não depender mais de gravadoras. Ele pode criar as coisas em seu próprio tempo.

Antes de iniciar a conversa com o cantor, no painel Ney Matogrosso, Homem com H: Uma Jornada pelo Legado Musical de um dos maiores ícones da música brasileira, na Rio 2C, a apresentadora Aline Midlej resume esse ícone da música brasileira.

 

Foto: Graça Paes/ Agência Zapp News

“Oi, pessoal! Boa tarde! O Ney tá chegando! Ele já está ali, na verdade, mas eu achei que vale a pena a gente fazer uma abertura, aqui, para falar um pouco sobre o valor desse painel. O valor dessa mesa. Eu estou muito feliz de estar de volta ao Rio2C para falar com Ney Matogrosso, uma figura. Acho que é difícil defini-lo, o Ney é essa pessoa, é um muito artista. Ele canta, dança, ele atua. Com aquele corpo, com aquela voz, com aquela presença… sem dúvida é um dos maiores artistas brasileiros. Um artista que se mantém conectado com as suas verdades, com seus princípios, um Homem com H, que não negocia com a liberdade, que não negocia com a própria liberdade, que não abre mão das suas verdades.

O Ney Matogrosso, em mais de 50 anos de carreira, nunca abriu mão das suas verdades, do ele acredita. Para ser o que é, para ser o que quiser, e o Ney foi tanta coisa, nesses 50 anos de carreira, de palcos. E o Ney resistiu, ele é resistência. Porque ele não levanta a Bandeiras, O Ney Matogrosso, ele é, a Bandeira! 

O Ney Matogrosso é um corpo político, é um ativismo em performance. E portanto, gente, ele também é a renovação em pessoa, a originalidade em pessoa. E o mais legal de tudo é você compreender, estudando Ney Matogrosso, que ele nunca pretendeu ser nada, sabe. Ele só foi vivendo, só foi acontecendo, Só foi sendo… talvez por isso ele seja tanto. Ele seja, tanto, para nós, para o Brasil. E nesse período todo, com mais cinco décadas de trabalho, passando por tantos momentos diferentes do Brasil, da cultura brasileira, o Ney Matogrosso, nunca cedeu a modismos, nunca! Talvez por isso também, ele seja um dos maiores ícones da modernidade, isso aos 82 anos. Como é que ele mantém aquela vitalidade? Eu juro que eu não sei, mas eu vou perguntar. É uma das minhas perguntas hoje. E o Ney, ele gosta de conversar, principalmente gente, olho no olho, conversa de perto. Olha que sorte a nossa.Ele está feliz de estar aqui para contar um pouco dessa trajetória. E com isso conversa com inovação, com criatividade, que é, são os guias do Rio2C. Por favor, chega mais Ney Matogrosso. Que alegria ter você aqui!”, Aline Midlej.

 

Foto: Graça Paes/ Agência Zapp News

O cantor, compositor, dançarino, ator e diretor brasileiro, Ney de Souza Pereira, mais conhecido como Ney Matogrosso, começou como integrante do grupo Secos & Molhados (1973-1974) e, posteriormente, brilhou em sua carreira solo. Seu primeiro álbum solo, Água do Céu – Pássaro (1975), marcou o início de uma trajetória de sucesso. Ele, que é considerado pela revista Rolling Stone como a terceira maior voz brasileira de todos os tempos e o trigésimo primeiro maior artista brasileiro de todos os tempos.

 

Confira um pouco do que rolou:

 

Confira as fotos:

 

 

 

 

Fontes: Zapp News/ Ney Matogrosso – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *