Dia Nacional da Mamografia: exames de mamografia em 2023 representaram um aumento de 10% se comparado a 2022

Imagem de jnprice73 por Pixabay5

Em 2023, foram registrados um total de 194.971 exames de mamografias realizados pela Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI), isso representa um aumento de 10.12% quando comparado ao ano de 2022 e 43.69% se comparado à 2021. O Dia Nacional da Mamografia, comemorado no dia 05 de fevereiro, é uma data que visa conscientizar sobre a importância deste exame que tem transformado a vida das mulheres ao longo dos anos.  

A mamografia é um exame muito versátil que pode ser realizado para rastreamento ou diagnóstico. A mamografia de rastreamento tem como objetivo detectar precocemente os sinais de câncer de mama em mulheres assintomáticas que não apresentam sintomas evidentes, esse exame é destinado principalmente a mulheres com queixas específicas em torno dos 40 ou 50 anos de idade.  

Já a mamografia diagnóstica é solicitada quando há sintomas ou achados suspeitos identificados em exames anteriores. Destinada a mulheres que apresentam sintomas como dor mamária, nódulos palpáveis, alterações na pele ou descarga mamilar, esse procedimento não tem uma idade específica, podendo ser designado a qualquer mulher que apresente um desses sintomas.  

Ano passado, 94.21% do total de exames, foram de mamografia de rastreamento, enquanto 4.25% foram de mamografia diagnóstica, segundo dados da FIDI. Isso demonstra que as mulheres que apresentam sintomas ou achados suspeitos foi muito mais baixo que a busca pelo rastreamento precoce do câncer de mama em mulheres sem sintomas. 

De acordo com a estimativa de incidência de câncer para o Brasil, feita pelo Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (INCA)¹, para o triênio de 2023 a 2025, espera-se que ocorrerão cerca de 74 mil casos novos de cânceres de mama, o segundo câncer mais incidente do país. Além disso, o câncer de mama também é o mais incidente para as mulheres, apresentando cerca de 2,3 milhões (24,5%) de casos no mundo.  

Para evitar números cada vez mais alarmantes sobre a curva do câncer de mama em mulheres no Brasil, é primordial realizar o exame precoce de mamografia, que auxilia a detectar a doença ainda em estágios iniciais, prevenindo que o descobrimento venha apenas em fases mais avançadas.  

 

Levando em consideração a tendência do aumento de exames ao longo dos anos, esperamos que em 2024 a busca e a realização dos exames possam apresentar mais um aumento significativo, mas para isso é essencial refletir sobre a prevenção, reforçando o autocuidado, o bem-estar da mulher e principalmente hábito de realizar exames de mamografia”, aponta Dra. Vivian Milani, médica radiologista especialista em saúde da mulher na FIDI. 

 

 

Referências: 

1.https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-2023.pdf  

 

Sobre a FIDI  

Fundada em 1985 por médicos professores integrantes do Departamento de Diagnóstico por Imagem da Escola Paulista de Medicina – atual Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) –, a FIDI é uma Fundação privada sem fins lucrativos que reinveste 100% de seus recursos em assistência médica à população brasileira, por meio do desenvolvimento de soluções de diagnóstico por imagem, realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão médico-científica, ações sociais e filantrópicas. Com 2.065 colaboradores e um corpo técnico formado por mais de 400 médicos, a FIDI está presente em 78 unidades de saúde nos estados de São Paulo e Goiás, e é a maior prestadora de serviços de diagnóstico por imagem do SUS, realizando aproximadamente 5 milhões de exames por ano, entre ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, raios-X e densitometria óssea. Com soluções customizadas em diagnóstico por imagem, a FIDI oferece serviços de Command Center, Telerradiologia, Gestão Completa, Telecardiologia e Consultoria.  

A Fundação também trabalha na proposição de soluções inovadoras para a saúde pública, como o sistema de análise de imagens de tomografia computadorizada por inteligência artificial, e participou da primeira Parceria Público-Privada de diagnóstico por imagem na Bahia. Por duas vezes, a FIDI recebeu o prêmio Referências da Saúde 2019 e 2020, na categoria Qualidade Assistencial, e por três vezes foi medalhista em desafios internacionais de aplicação de inteligência artificial no diagnóstico por imagem, propostos na conferência anual da Sociedade Norte-Americana de Radiologia, considerado o maior congresso do setor no mundo. Ao final de 2020, a Central de Laudos da FIDI obteve a certificação ISO 9001:2015 de Gestão da Qualidade, pela International Organization for Standardization e, em 2021, recebeu o selo de “Excelente Empresa Para se Trabalhar” (GPTW).  

fidi | Facebook | Instagram  

 

 

Por Agência Fato Relevante

 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *