Esquadrão Suicida: com retrato dos amores “paternal” e “filial” e mensagem de que todos precisam de propósito, estreia nesta quinta (5)

Por Rogério Fidalgo/ Edna Rocha

 

“Amor de família é a coisa mais inexplicável do mundo. Nem um pai consegue dizer para um filho o quanto o ama, nem o filho sabe dizer ao pai, então eles simplesmente demonstram…”, Pasini.

 

Foto: Divulgação

O Esquadrão Suicida chega aos cinemas nesta quinta, dia 5 de agosto, trazendo uma tentativa de reinventar o filme de 2016 de David Ayer, pois naquela época, os trailers criaram uma tremenda expectativa para o filme que viria, mas acabou se tornando um fracasso, dos Studios Warner. Mesmo assim chamou atenção, onde vimos um bando de vilões serem obrigados a agir a favor do governo, sob o comando de Amanda Waller (Viola Davis), que retorna ao filme com Rick Flag (Joel Kinnaman), Arlequina (Margot Robbie) e Capitão Boomerang (Jai Courteney), que se unem a uma equipe com novos integrantes como: Sábio (Michael Rooker), Sanguinário (Idris Elba), Blackguard (Pete Davidson), Doninha (Sean Gunn),  O.C.D. (Nathan Fillion), Nanaue ou Tubarão-Rei (Sylvester Stallone), Pacificador (John Cena), Bolinha (David Dastmalchian) e Caça-Ratos 2 (Daniela Melchior).  Nessa nova missão da Warner Bros. Pictures, uma produção da Atlas Entertainment/Peter Safran, com roteiro e direção de James Gunn, eles precisam invadir Corto Maltese e destruir um experimento científico, misterioso, no país sulamericano. Nota para o filme 8

Alerquina
Foto: Divulgação trailer

O diretor James Gunn deu seu toque pessoal, adicionando trilhas sonoras marcantes, composta por John Murphy, e cenas que nos levam a comparar com outro filme como: Os Guardiões da Galáxia 2. O filme não aparenta ser uma sequência, mas também não é um remake, até poderia ser comparado a uma transição dos filmes do Batman de Tim Burton e Joel Schumacher, que mudam alguns atores, apenas, o Liga da Justiça de Joss Wheedon, e Zack Snyder, que mantiveram a mesma história, com mudança, adição de cenas e toques pessoais dos diretores. Esse, vem a ser o terceiro projeto em que Sylvester Stallone e Michael Rooker integram juntos. Ambos estiveram juntos em “Risco Total” (1993) e “Os Guardiões da Galáxia 2” (2017), o que leva a crer que o diretor gosta de ter os atores em seus filmes.

 

Foto: Divulgação trailer

O filme pode ser definido como uma crítica aos governos totalitários. Quando esses governos se sentem ameaçados, chegam invadindo e atacando, praticamente dizimando o que for considerado adversário, ao estilo do jogo de tabuleiro WAR. Os personagens que roubam a cena são: Sanguinário e Pacificador, ao lado de Arlequina, que em seu terceiro filme, consegue manter sua dinâmica, como uma das cenas: depois de matar diversos guardas, ela vê flores em sua mente. O longa ainda passa uma mensagem de família, a trama mostra o amor de um “pai com sua filha”, e a “admiração e amor de uma filha pela memória de seu pai”. Em plena semana dos “Dia dos Pais”, o Sanguinário (Idris Elba), aceita a missão, por amor à sua filha Idris Elba (Storm Reid). Enquanto a Caça-Ratos 2 (Daniela Melchior), aprendeu a se comunicar com os roedores, que se destacam no filme, poder herdado de seu pai, (Taika Waititi) o Caça-Ratos 1.

 

“Ratos são as criaturas mais humildes e desprezíveis, e até eles tem um propósito, então todos nós devemos ter “, Esquadrão Suicida.

 

Foto: Divulgação trailer

Uma menina, Idris Elba, que cresceu ao lado do pai, o Caça-Ratos 1, pelas ruas do Porto, Portugal, mesmo com toda dificuldade que enfrentam, ela venera a memória de seu progenitor, que morreu desprezado pela sociedade. Ela ainda vive uma amizade, com Sebastian, um ratinho, que também foi chamado de “Ratatouille”, filme produzido pela Pixar (2007) e que conta a história da amizade entre um homem e um rato. O filme com muito humor, bizarrices, muitas cenas de sangue e ação, acaba te passando a mensagem de um sentimento verdadeiro, sem medidas e eterno. E o desfecho da trama, é de que todos, mesmo aqueles desprezados por uma sociedade hipócrita,  precisam de um propósito na vida.

 

Confira o trailer

 

 

Produzido por Charles Roven e Peter Safran, com Zack Snyder, Deborah Snyder, Walter Hamada, Chantal Nong Vo, Nikolas Korda e Richard Suckle na produção executiva, a trupe de O Esquadrão Suicida, da Warner Bros. Pictures, reuniu um grupo de prisioneiros de alta periculosidade e delinquentes mais degenerados da DC. Eles são jogados (literalmente) na remota ilha Corto Maltese, e na selva povoada de militantes adversários e forças de guerrilha, os integrantes do Esquadrão estão em uma missão de busca e destruição, e o Coronel Rick Flag é o único homem em terra responsável por fazê-los se comportar.  O filme é estrelado por Margot Robbie, John Cena, Joel Kinnaman,  Jai Courtney, Peter Capaldi, David  Dastmalchian, Daniela Melchior, Michael  Rooker, Alice Braga, Pete Davidson, Joaquín Cosio, Juan Diego  Botto, Storm Reid, Nathan  Fillion, Steve Agee, Flula  Borg, Jennifer Holland e Tinashe  Kajese, com Sylvester Stallone e Viola Davis. Na equipe de produção de James Gunn estão o diretor de fotografia Henry Braham, a designer de produção Beth Mickle, os editores Fred Raskin e Christian Wagner e a figurinista indicada ao Oscar, Judianna Makovsky.

 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *