Sylvia Thereza lança seu novo CD em concerto na Sala Cecília Meireles

Foto: Divulgação

Vencedora de 12 competições de piano – entre as quais o disputado e prestigiado Concurso Nelson Freire (Rio de Janeiro, 2004) e, recentemente, em 2019, na “Edição Martha Argerich” do Concurso Internacional de Piano de Vigo, na Espanha, com um Juri formado por Martha Argerich, Nelson Freire, Tamas Vasary e Sergio Tiempo – a pianista Sylvia Thereza, radicada na Bélgica, retorna à cidade natal e sobe ao palco da Sala Cecília Meireles (Lapa), dia 18 de maio, sábado, para lançar seu novo CD “O Manifesto Romântico”, interpretando com maestria e sensibilidade um repertório formado por baladas de Brahms e Chopin.

A pianista tem sido regularmente convidada para tocar em muitos Festivais e Orquestras, como a Orquestra de Jovens da Filadélfia, Orquestra Sinfônica de São Paulo, Orquestra Sinfônica Brasileira e Orquestra de Câmara do Kremlin, Hannover Chamber Orchestra, Brussels Philharmonic, entre outros. Sylvia vem se apresentando desde os seis anos como solista, camarista e recitalista em toda a Europa, Américas, Oriente Médio, Coréia do Sul e Japão. Sua maneira de experimentar a arte a levou de importantes Salas de Concertos e Festivais ao redor do mundo. Camarista entusiasta, toca regularmente com a lendária pianista Maria João Pires, com o violinista russo Michael Taits, em trio com Ning Kam (violino) e Judith Ermert (violoncelo), e com a cellista alemã Judith Ermert. Premiada no ‘Concurso Internacional de piano em Vigo, Espanha’.

Nascida no Rio de Janeiro, iniciou seus estudos musicais improvisando com o pai aos três anos de idade.  Logo chamou a atenção do métier musical no Brasil e depois continuou seus estudos com grandes figuras da tradição pianística sul-americana: Maria da Penha, discípula de Marguerite Long, Guiomar Novaes e Jozef Turczynski;  e Myrian Dauelsberg, discípula de Vlado Perlemuter e Heitor Villa-Lobos. Mme. Dauelsberg grande empreendedora cultural brasileira, além de escepcional professora foi a principal e maior incentivadora de seus primeiros anos de carreira. O talento de Sylvia Thereza mais tarde chamou a atenção para os EUA, onde foi patrocinada para estudar com a pianista russa Bella Davidovich, em Nova York, e mais tarde na Bélgica, com Alan Weiss, no programa de mestrado da Universidade de Leuven.  Apoios preciosos também vieram de Nelson Freire, Earl Wild e Sergio Tiempo.

SERVIÇO:

 

18/05, sábado – Sylvia Thereza lança o CD “O Manifesto Romântico”

Local: Sala Cecília Meireles

Endereço:  Rua da Lapa, 47 – Lapa, Rio de Janeiro

Ingressos: R$40,00 (inteira) / R$20,00 (meia-entrada)

Faixa etária: Livre

Telefone:  (21) 2332-9223

Programa:

Brahms- 4 baladas op.10

Chopin – Balada n.1 op.23

               Balada n.2 op.38

               Balada n.3 op.47

               Balada n.4 op.52

 

 

 

 

Créditos: Cezanne Comunicação

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: