Espetáculos: “A Fera na Selva” e “As Ondas Ou Uma Autópsia” estão em cartaz no Teatro Poeira

Foto: João Caldas Fº

A vida e a obra de três grandes escritores norte-americanos é o ponto em comum dos espetáculo Aproximando-se de A Fera na Selva, de Marina Corazza, e As Ondas Ou Uma Autópsia, de Gabriel Miziara, que desembarcam no Teatro Poeira para curtíssimas temporadas entre 14 e 24 de junho e 28 de junho e 1º de julho, respectivamente.

Com direção de Malú Bazán, Aproximando-se de A Fera na Selva transita entre três núcleos que têm suas fronteiras borradas: “A Fera na Selva”, com os personagens John Marcher e May Bartran; as biografias dos escritores Henry James e Constance Fenimore Woolson e as figuras do ator e da atriz. Gabriel Miziara faz John, Henry e ator, e Helô Cintra interpreta Constance, May e atriz.H enry James escreveu a Fera em 1903, quase dez anos após a morte da sua grande amiga Constance. A amizade entre os escritores têm muitos paralelos com a relação estabelecida entre os protagonistas dessa novela de Henry.

As Ondas ou Uma Autopsia é inspirado no romance “As Ondas”, de Virginia Woolf (1882-1941), e foi escrito em 2016, nos 75 anos de morte da escritora britânica. A pesquisa para o espetáculo, em andamento desde 2012, nasceu da paixão do ator Gabriel Miziara pela obra da autora. Ele é o primeiro espetáculo de uma trilogia dedicada a obra de Virginia Woolf, composta ainda por “Momentos de Vida”, baseado no livro homônimo e autobiográfico, e “Virginia”, criação inédita – que ainda não estrearam. “As Ondas” é um romance conhecido como um dos mais radicais da escritora ao usar a técnica denominada “fluxo de consciência”. Assim como James Joyce, Gustave Flaubert, Marcel Proust, Samuel Beckett, entre outros, a autora em uma maneira impressionista de relatar as experiências vividas pelas personagens, carrega de subjetividade os seus discursos.

 

 

APROXIMANDO-SE DE A FERA NA SELVA, DE MARINA CORAZZA

 

Foto: Joao Caldas Fº

Sinopse: A peça aborda a relação de amizade entre os escritores Henry James e Constance Fenimore Woolson, a partir da investigação de suas biografias e da novela “A Fera na Selva” de Henry James, em que um homem espera pelo grande acontecimento de sua vida. Dois atores transitam entre as personagens reais e as personagens fictícias criadas pelos escritores, lançando um olhar particular sobre suas relações.

 

 

 

Ficha Técnica

Dramaturgia: Marina Corazza

Direção e Concepção Cênica: Malú Bazán

Assistência de direção: Carolina Fabri

Elenco: Gabriel Miziara e Helô Cintra Castilho

Música original: Daniel Maia

Direção de Produção: André Canto e Marcos Arzua

Assessoria de imprensa: Douglas Picchetti

 

 

Serviço

Foto: Joao Caldas Fº

Aproximando-se de A Fera na Selva, de Marina Corazza

Teatro PoeiraRua São João Batista, 104 – Botafogo, Rio de Janeiro

Temporada: de 14 a 24 de junho, de quinta a sábado, às 21h, e aos domingos, às 19h.

Ingressos: R$50 (inteira) e R$25 (meia-entrada)

Bilheteria: (21) 2537-8053. Vendas presenciais de terça a domingo, das 15h até a hora da apresentação, ou até às 19h, nos dias em que não houver espetáculo.

Vendas pela internet: www.tudus.com.br

Venda por telefone: (21) 2537-8053

Duração: 60 minutos

Classificação:14 anos

Capacidade: 60 lugares

**Acessibilidade total para todas as necessidades especiais.

 

 

AS ONDAS OU UMA AUTÓPSIA, DE GABRIEL MIZIARA

 

Foto: Joao Caldas Fº

Sinopse: Este romance-poema escrito em 1931 descreve através do nascer do sol até seu poente, as diversas fases das vidas de seis amigos: Jinny, Rhoda, Susan, Louis, Bernard e Neville. Os personagens manifestam seus pensamentos, anseios e vontades através de solilóquios, quase nunca existe um diálogo direto, tudo passa por dentro deles, ganha camadas, adquire relevos antes de ganhar o mundo; e cada um destes mundos é vasto, amplo, infinito. Além dos seis personagens existe um sétimo, mudo, apenas um espectro que acompanha os outros: Percival, o herói silencioso que morre no auge da sua vida. Percival é quem leva esta obra até o cerne angustiado da vida da escritora.

 

 

 

Ficha Técnica

Concepção e Interpretação: Gabriel Miziara

Dramaturgia: Gabriel Miziara      

Supervisão de Dramaturgia: Cássio Pires

Supervisão de Direção: Carol Fabri e Malú Bazán

Provocadores: André Guerreiro, Carol Fabri, Elias Andreato, Malú Bazán, Patrícia Leonardelli e Sônia Machado de Azevedo

Trilha Sonora: Rafael Zenorini e Gustavo Vellutini

Direção de Produção: André Canto e Marcos Arzua
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

 

Serviço

 

Foto: Joao Caldas Fº

As Ondas ou Uma Autópsia, de Gabriel Miziara

Teatro Poeira Rua São João Batista, 104 Botafogo (Rio de Janeiro).

Temporada: de 28 de junho a 1º de julho

De quinta a sábado, às 21h, e no domingo, às 19h

Ingressos: R$ 50,00 (inteira) | R$ 25,00 (meia-entrada)

Bilheteria: (21) 2537-8053. Vendas presenciais de terça a domingo das 15h até a hora da apresentação, ou até às 19h, nos dias em que não houver espetáculo.

Vendas pela internet: www.tudus.com.br

Venda por telefone: (21) 2537-8053

Classificação: 16 anos

Duração: 60 min

Capacidade: 60 lugares

**Acessibilidade total para todas as necessidades especiais.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: