Elvis Presley: um ídolo que atravessa gerações

Por Edna Rocha

 

Imagem de ARC por Pixabay

Nesta segunda, dia 8 de janeiro, se estivesse vivo, Elvis Presley faria 89 anos. E nesta data, os fãs do “Rei do Rock and Roll”, que ficou conhecido por suas músicas que abrangem vários gêneros, incluindo rock and roll, blues, country e gospel, clássicos como “Can’t Help Falling in Love” 2, “Love Me Tender”, “It’s Now Or Never”, entre outros, relembram o ídolo que marcou gerações. Elvis Aaron Presley, que nasceu no dia 8 de janeiro de 1935, em Tupelo, Mississippi, e mudou-se para Memphis, Tennessee, com sua família quando tinha 13 anos, ficou conhecido por sua energia, paixão e estilo único, não podemos deixar de falar do seu rebolado.

Suas canções apresentam letras românticas e emocionais, bem como temas de amor, perda e esperança. Ele, que é considerado uma das figuras culturais mais importantes do século XX, começou a carreira musical em 1954, gravando na Sun Records com o produtor Sam Phillips e seu primeiro single da RCA, “Heartbreak Hotel”, foi lançado em janeiro de 1956 e se tornou um hit número um nos Estados Unidos. Elvis, que se tornou o “queridinho da América” com suas aparições na televisão e recordes no topo das paradas, se tornando  a figura principal do novo som popular do rock and roll, nos deixou em 16 de agosto de 1977, aos 42 anos.  O tempo correu, mas Elvis continua vivo para fãs no mundo inteiro.

E para o fã, o tempo não existe. Pode ser um atleta, um time de futebol, um escritor, um ator, um CANTOR, os fãs se dedicam e protegem esse ser, ou coisa. Amor de fã é assim!  São dedicados e apaixonados, e muitos deles se reúnem a outros fãs para compartilhar sua admiração pelo ídolo, colecionam itens, mas também tem aqueles que só gostam de acompanhar o trabalho. E os fãs do Elvis não são diferentes. Ser fã de Elvis Presley é admirar e apreciar sua música, estilo… Eu, sou uma dessas fãs, amo sua voz, estilo e suas canções. Nasci no Estácio, zona Central do Rio de Janeiro, lugar ordeiro e terra do carnaval, no dia 8 de janeiro, dia do fotógrafo e no mesmo dia em que Elvis Presley fazia aniversário. Lamento não ter compartilhado esta data com o cantor por mais tempo, pois ele veio a falecer no ano seguinte, mas seu legado atravessa gerações, e ele jamais será esquecido.

 

 

Fonte: Elvis Presley – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *