Como cuidar da sua saúde íntima?

Especialista no assunto, fisioterapeuta Siane Santarosa Pascote fala sobre as mudanças no corpo da mulher com o passar dos anos e os cuidados necessários com a região íntima

 

Imagem de Denise Husted por Pixabay

Com o passar dos anos, é natural que o corpo passe por mudanças, no entanto, muitas mulheres não se atentam aos impactos do envelhecimento na sua saúde íntima. Embora muitas vezes negligenciado, os cuidados com essa região são de extrema importância para o bem-estar de todas as mulheres. Ressecamento, flacidez, escurecimento da pele e falta de lubrificação são alguns dos sinais que podem surgir e é fundamental estar atenta e buscar maneiras de cuidar dessa região para envelhecer com mais qualidade e prazer. 

O envelhecimento é um processo inevitável e, com ele, surgem diversas mudanças no corpo. Quando se trata da saúde íntima, essas mudanças podem incluir o ressecamento vaginal, que pode causar desconforto e até mesmo dor durante a relação sexual. Além disso, a flacidez dos músculos do assoalho pélvico pode levar à perda de sustentação dos órgãos internos, o que pode resultar em incontinência urinária.

Não são apenas os efeitos do envelhecimento físico que afetam a saúde íntima. Momentos como climatério, menopausa, aleitamento, pós-parto, após um tratamento de câncer, por exemplo, podem contribuir para a intensificação desses e de outros sinais. E nesses períodos a atenção com a saúde íntima se torna ainda mais crucial.

Foto: Arquivo Pessoal

Especialista em saúde e bem-estar da mulher, a fisioterapeuta Siane Santarosa Pascote afirma que não se trata apenas de estar atenta aos sinais do corpo, mas, principalmente, de se cuidar.

 

“São mudanças naturais, mas que merecem atenção. Hoje estamos vivendo cada vez mais e a mulher precisa estar vigilante para decidir como quer passar os próximos 30, 40 anos de vida e cuidar da saúde íntima é um passo fundamental para viver bem a melhor fase da vida”, afirma.

 

Siane enfatiza que a saúde íntima não se limita apenas ao corpo, mas também está intrinsecamente ligada à mente.

 

“Quando a saúde íntima está bem, a mulher está ainda mais preparada para se relacionar melhor com quem está ao seu redor e lidar com as situações do dia a dia”, completa.

 

Como cuidar da saúde íntima?

 

Embora muitas mulheres pensem que apenas medicamentos são a solução para o problema, é importante dizer que existem outros tratamentos disponíveis para melhorar a saúde íntima, proporcionando a recuperação da lubrificação na região – entre outros benefícios – e, também, o fortalecimento da região pélvica, se tornando uma solução eficaz contra a incontinência urinária.

Entre os novos tratamentos existentes no mercado está o laser Athena, uma tecnologia inovadora que tem como foco a saúde da mulher. O laser é capaz de tratar o ressecamento vaginal, a flacidez e outros problemas relacionados à saúde íntima de forma eficaz. É um procedimento seguro e confortável, que traz resultados bastante significativos.

 

“O laser oferece resultados incríveis, contribuindo não somente para a saúde da região íntima, mas para o bem-estar da mulher. O ressecamento vaginal, por exemplo, pode causar, entre outras coisas, dores durante a relação sexual, comprometendo este momento que deveria ser de prazer. Ao tratar o ressecamento com o laser, a mulher recupera, também, a sua saúde sexual”, afirma.  

 

Em tempos nos quais a atenção à saúde íntima está em alta, Siane destaca a importância de buscar suporte e orientação para cuidar de si.

 

“Chegou o momento de nos cuidarmos, de estarmos atentas aos sinais do nosso corpo e de agir de forma proativa para preservar a nossa saúde íntima. Não é apenas uma questão de bem-estar físico, mas também de qualidade de vida e autoestima”, finaliza.

 

 

 

Por CEO – Escrita Certa Comunicação

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *