Bergamota: um filme que te faz refletir sobre a inversão dos papéis na sociedade

Assim como a bergamota, fruta cítrica, nativa da Ásia, que também é conhecida como mexerica, mimosa, mandarina ou pelo nome científico de Citrus deliciosa Tenore, da família das tangerinas, somos uma espécie antiga e selvagem, onde, podemos ser doce ou azedo.

 

Foto: Edna Rocha

A sexta, dia 13 de outubro, ficou marcada pela Première do curta “Bergamota”. O diretor Hsu Chien, a diretora de fotografia Silvia Gangemi, o produtor e ator Márcio Rosário, que também faz parte do elenco, e os atores Gabriel Canella e Victor Pinto, entre outros nomes da equipe, marcaram presença na primeira exibição do filme, no RioMarket, evento de negócios do Festival do Rio, na Glória, zona Sul da cidade. Antes da apresentação do curta, que durante a Première no Rio de Janeiro, faturou o prêmio de Melhor Filme e Melhor Direção, no 7º BNVIFF – Brazil New Visions International Film Festival, o público aprendeu ainda mais sobre processo criativo e as decisões estratégicas envolvidas na criação, entre outros assuntos, no Workshop de Direção, ministrado por Hsu Chien. E após a sessão de  “Bergamota”, rolou um debate mediado pela crítica de cinema, escritora, doutora e pesquisadora de literatura Indígena, Janda Montenegro, que contou com a presença de profissionais do cinema e da imprensa como a jornalista, fotógrafa, crítica de cinema, 2 x jurada Rio Fantastik, atriz e documentarista, Graça Paes. 

Foto: Edna Rocha

O  slasher LGBTQIA+ “Bergamota”, nome que a tangerina recebe no sul do Brasil,  já faturou cinco prêmios dos 15 que está competindo, e também foi selecionado para competir em Nova Iorque e na Malásia. O curta, inspirado em fatos reais, retrata uma noite de sedução e vingança, em nome daqueles que, em pleno 2023, segundo fontes pesquisadas, sofrem mortes e violências. E entre os anos de 2000 a 2022, mais de 5 mil pessoas morreram por conta do preconceito, intolerância, homofobia ou transfobia de uma sociedade demagoga e hipócrita. O curta, rodado em preto e branco, que já foi premiado até em Singapura, é um filme de terror, onde vimos a vingança desses homossexuais, que costumam ser julgados ou marginalizados todos os dias e sofrem com os atos ou manifestações de ódio ou rejeição. 

 

“Na verdade, é baseado em várias histórias reais. Todo dia a gente abre o site, e isso não e isso não é matéria principal, é matéria de pé de página: ‘gay foi assassinado e não sei o que… a trans foi assassinada, marcaram encontro no Tinder…’”, Hsu Chien o motivo do curta ser baseado em fatos reais. 

 

 

 

Sinopse: Inspirado em fatos reais. Bergamota, nome que a tangerina recebe no sul do Brasil. Essa fruta de cheiro tão característico e por muitos, afrodisíaca, irá deflagrar uma noite de sedução, dança sensual, sangue e vingança em uma corriqueira noite no Rio de Janeiro.

 

Elenco:

Márcio Rosário (Jorge)

Gabriel Canella (Leo)

Victor Pinto (Rapaz) e Denílson Carneiro (Dono da Casa)

 

Ficha Técnica

Direção/Roteiro: Hsu Chien

Produtor Executivo: Márcio Rosário

Diretor de Produção: Felipe Gouvêa

Fotografia: Silvia Gangemi

Montagem: Tainan Hsu

Trilha sonora original: Ricardo Severo

Direção de arte: Andrea Moraes

Animação: N/A

Som: Toninho Muricy

 

Instagram:

Bergamota/Bergamot (2023) (@bergamota_o_filme) • Fotos e vídeos do Instagram

 

Hsu Chien
Foto: Edna Rocha

O professor, que é formado em Cinema pela UFF e dá aulas na Abc curso, o diretor de Cinema e Tv, Hsu Chien, nasceu em Taipei, Taiwan, e é conhecido pelo seu trabalho em “Desapega!” (2023), “Quem Vai Ficar com Mário?” (2021) e “Me Tira da Mira” (2022), coleciona prêmios e já participou da comissão do Oscar para escolha do filme brasileiro em 2018.

O neto de Portugueses Márcio Rosário, que é natural de Santos, onde ficou conhecido pelo seu trabalho em “Sintonia” (2019), “I Love Paraisópolis” (2015) e “Os Mercenários’ (2010), tem mais de 35 anos de experiência nas funções de ator, preparador de elenco, diretor e produtor executivo em teatro, cinema e televisão no Brasil, Estados Unidos, Itália e Portugal.

 

Confira as fotos:

 

Fontes: A LGBTFobia no Brasil: os números, a violência e a criminalização – Fundo Brasil

Artigo: A marginalização da População LGBTQIAP+ e o encarceramento brasileiro  – Pastoral Carcerária (CNBB) (carceraria.org.br)

Filme: – Mostra Competitiva Nacional de Curtas-metragens – Mostra Competitiva – 18º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro

(29) Marcio Rosario | LinkedIn

Marcio Rosario – Biografia – IMDb

(29) Hsu Chien | LinkedIn

Hsu Chien Hsin – Academia Brasileira de Cinema

Hsu Chien Hsin – IMDb

bergamota – Pesquisa Google

 

 

Por Edna Rocha

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *