Imperatriz Leopoldinense é a grande Campeã do Carnaval 2023

Lampião contado em cordel é estrela do carnaval da Imperatriz Leopoldinense

 

Dona Expedita/ IMPERATRIZ LEOPODINENSE FOTOS WALLACE BARBOSA/ ZAPP NEWS

Nesta quarta, dia 22 de fevereiro, quando se comemora o Dia do Pensamento (também conhecido como Dia do Fundador, criado com o intuito de promover a reflexão a nível mundial de variadas temáticas e a fraternidade), a Imperatriz Leopoldinense, que mergulhou na literatura de cordel, apresentou o conto sobre a chegada de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, do céu ao inferno, e se sagrou a grande campeã do Carnaval do Rio de Janeiro. Matheus Nachtergaele representou Lampião, Rei do Cangaço, e Regina Casé interpretou Maria Bonita, levantaram o público na Sapucaí. Um desfile com o enredo “O aperreio do cabra que o excomungado tratou com má-querença e o santíssimo não deu guarida” que contou com a filha Lampião, a dona Expedita, com seus 90 anos, e as netas do Rei do cangaço, desfilando na escola.

IMPERATRIZ LEOPODINENSE
FOTOS WALLACE BARBOSA/ ZAPP NEWS

Cada canto do país, em todas as regiões, guarda em si uma riqueza cultural que, em grande ou pequena escala, influencia todos os brasileiros. Os desfiles das escolas de samba, no Rio de Janeiro, são uma vitrine ampla, que chega a milhões de pessoas e pode levar esses pedacinhos preciosos de cultura a lugares distantes. Este ano, a Imperatriz Leopoldinense chega à Sapucaí com uma dessas pérolas: “O Aperreio do Cabra que o Excomungado tratou com Má-Querença e o Santíssimo não deu guarida”. Inspirado na literatura de cordel, o samba-enredo conta a história de Lampião, o rei do cangaço.

 

“A ignorância é a morada do medo e dos preconceitos. Colocar luz em temas como esse, apoiando-se em pesquisas profundas, como fazem as escolas de samba cariocas, ajuda a construir uma cultura de apreciação, respeito e reconhecimento de expressões artísticas tão legítimas”, de acordo com a supervisora editorial da Conquista Solução Educacional, Sue Ellen Halmenschlager, essa é uma oportunidade para divulgar ainda mais as tradições e costumes nordestinos.

Para ela, o caráter oral do cordel tem tudo a ver com a grande festa de ritmo que é o Carnaval. “O cordel tem um ritmo próprio, uma musicalidade que acontece por conta das rimas que criam uma harmonia fonética interessante e divertida”, pontua.

 

IMPERATRIZ LEOPODINENSE
FOTOS WALLACE BARBOSA/ ZAPP NEWS

A literatura de cordel é um gênero que tem suas raízes na cultura popular nordestina e que trata dos mais diversos temas. Entre eles, estão o cotidiano da vida das pessoas, a política, os heróis – especialmente os heróis nordestinos – o amor, a educação, os conhecimentos históricos e culturais. Muitos cordéis são acompanhados de xilogravura, uma técnica de gravura em madeira usada, inclusive, por grandes artistas plásticos brasileiros como J. Borges, José Costa Leite e até Tarsila do Amaral. O desfile da Imperatriz, opinou a especialista, viria carregado de referências audiovisuais desse tipo de produção literária.

 

“Será um momento único para testemunhar as maravilhas que podem ser criadas quando duas expressões culturais se unem”, completa.

 

IMPERATRIZ LEOPODINENSE
FOTOS WALLACE BARBOSA/ ZAPP NEWS

Império Serrano, Acadêmicos da Grande Rio, Mocidade Independente de Padre Miguel, Unidos da Tijuca, Acadêmicos do Salgueiro, Mangueira, Paraíso do Tuiuti, Portela, Unidos de Vila Isabel, Imperatriz Leopoldinense, Beija-Flor de Nilópolis e Viradouro, escolas do Grupo Especial, que passaram pela Sapucaí no domingo e segunda, e disputavam o título do carnaval 2023, mas a Imperatriz Leopoldinense, que destacou o sertão semiárido e o cangaço, cumpriu todos os quesitos e foi a grande campeã. A Império Serrano teve menor pontuação e voltou para a Série Ouro, no Carnaval 2024.

A ordem de leitura dos quesitos, que foi sorteada no início da tarde desta quarta-feira (22) foi  Harmonia, Enredo, Bateria, Alegorias e adereços, Fantasias, Samba-enredo, Comissão de frente, Mestre-sala e porta-bandeira e Evolução, e a apuração começou às 16h na Praça da Apoteose, zona central da cidade.

 

Confira as fotos:

 

 

 

Fontes: Conquista Solução Educacional/  http://centralpress.com.br

A Conquista é uma solução educacional que oferece aos alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e do Ensino Médio uma proposta de educação que tem quatro pilares: a educação financeira, o empreendedorismo, a família e a educação socioemocional. Com diversos recursos, material didático completo e livros de Empreendedorismo e Educação Financeira, o objetivo da solução é ajudar, de forma consistente, os alunos no processo de aprendizagem e estimular o desenvolvimento de suas capacidades. Atualmente, mais de 2 mil escolas de todo o Brasil utilizam a solução. 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *