Paris Filmes lança cartaz teaser de “Meu Nome é Gal”, com Sophie Charlotte, e confirma data de estreia nos cinemas

Longa de Dandara Ferreira e Lô Politi será lançado em 21 de setembro, dias antes do aniversário da cantora que completaria 78 anos em 2023

 

Foto: Divulgação

Paris Filmes divulga o cartaz teaser do aguardado “Meu Nome é Gal” e confirma a data de estreia do longa-metragem, protagonizado por Sophie Charlotte, nos cinemas brasileiros: 21 de setembro, dias antes do aniversário da cantora baiana, que completaria 78 anos este ano. Com direção de Dandara Ferreira e Lô Politi, que também assina o roteiro, o filme é uma produção da Paris Entretenimento e Dramática Filmes, em coprodução com a Globo Filmes e Telecine. A distribuição é da Paris Filmes com codistribuição da SPCine e da Secretaria Municipal da Cultura.

Além de Sophie Charlotte no papel de Gal Costa, o longa traz no elenco nomes como Rodrigo Lelis, como Caetano Veloso, Dan Ferreira, como Gilberto Gil, Camila Márdila na pele de Dedé Gadelha, George Sauma como Waly Salomão, Luis Lobianco, que interpreta o empresário Guilherme Araújo, entre outros. A diretora Dandara Ferreira também atua no filme e dá vida à Maria Bethânia, e Fábio Assunção faz uma participação especial na pele de um diretor de televisão.

“Meu Nome é Gal” retrata a trajetória de Maria da Graça Costa Penna Burgos, Gracinha, como era chamada pela mãe Mariah. Com 20 anos, Gal viaja para o Rio de Janeiro, onde se junta aos companheiros de vida Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Dedé Gadelha. A cantora enfrenta a timidez ao longo da carreira, mas a Tropicália potencializa sua força e a ajuda a provocar uma revolução estética e comportamental que transforma toda uma geração, sobretudo de mulheres. O movimento modifica a indústria, desafia a sociedade conservadora e Gal se torna um dos principais nomes da música brasileira.   

    

Com 57 anos de carreira musical, a trajetória de Gal Costa soma mais de 30 álbuns e diversos prêmios, entre eles o Grammy Latino à Excelência Musical, recebido pelo conjunto de sua obra. Seus sucessos atemporais, e que são parte da cultura nacional, fazem parte da trilha sonora do filme que destaca “Eu Vim da Bahia”, “Baby”, “Divino Maravilhoso”, “Alegria, Alegria”, “Coração Vagabundo”, “Mamãe, Coragem” e, claro, “Meu Nome é Gal”, canção composta por Erasmo e Roberto Carlos em 1969. A música foi eleita a preferida da atriz Sophie Charlotte no vasto repertório da cantora, que morreu em São Paulo no dia 9 de novembro de 2022.

A produção conta com patrocínio da Hering e Rede D’OR, investimento da FSA – Fluxo Contínuo e apoio do ProAC, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria do Estado de São Paulo, Governo Federal e Lei Aldir Blanc; além de GMC Produções, SP Film Comission e Ray-Ban.

 

Sinopse:

Foto: Stella Carvalho_

Maria da Graça Costa Penna Burgos era uma menina tímida, mas que já sabia que a música ia guiar seus caminhos. Incentivada pela mãe batalhadora, aos 20 anos viaja para o Rio de Janeiro onde encontra seus amigos baianos Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Dedé Gadelha. Gal luta contra a timidez ao longo da carreira e a Tropicália potencializa sua força. A cantora torna-se um dos principais nomes da música brasileira.

 

 

Rodrigo Lelis, Dan Ferreira, Sophie Charlote e Camila Márdila
Foto Stella Carvalho

Elenco:

Sophie Charlotte, Rodrigo Lellis, Camila Márdila, Luis Lobianco, Dan Ferreira, Chica Carelli e George Sauma

 

 

Ficha Técnica:  

Roteiro: Lô Politi e Maíra Buhler

Direção de Fotografia: Pedro Sotero

Direção de Arte: Juliana Lobo, Thales Junqueira

Figurino: Gabriella Marra

Maquiagem: Tayce Vale

Som Direto: Abrão César

Edição de Som: Beto Ferraz

Mixagem: Toco Cerqueira

Trilha Sonora: Otavio de Moraes 

Montagem: Eduardo Serrano

Produção Executiva: Jatir Eiró, UPEX, Mariana Marcondes

Produtores Associados: Wilma Petrillo, Dandara Ferreira e Jorge Furtado

Produzido Por: Marcio Fraccaroli, Lô Politi, André Fraccaroli, Veronica Stumpf

Direção: Dandara Ferreira e Lô Politi

Distribuição: Paris Filmes

Codistribuição: SPCINE, Secretaria Municipal de Cultura

Patrocínio: Rede D’Or, Hering

Apoio: ProAC, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura do Estado de SP, Governo Federal, Lei Aldir Blanc, BRDE, FSA, ANCINE, (bandeira nacional)

Coprodução: Globo Filmes e Telecine

Produção: Paris Entretenimento e Dramática Filmes

 

Sobre Dandara Ferreira:             

Diretora da elogiada série documental “O Nome Dela é Gal”, exibida na HBO, Dandara Ferreira mergulhou fundo na carreira de Gal Costa no período em que a cantora completava cinco décadas de palco e setenta anos de vida.

 

Sobre Lô Politi:

Lô Politi é diretora e roteirista. Seu primeiro filme, “Jonas”, onde assina direção e roteiro, recebeu o Prêmio Especial do Júri no Festival Internacional do Rio, participou de de dezenas de festivais internacionais e está atualmente disponível no catálogo da Netflix em 190 países. Seu segundo filme de ficção, “Sol”, onde também assina direção e roteiro, foi lançado no final de 2032 e tendemos premiado nos Festivais do Rio, Miami, Los Angeles, e do Brics. Também dirigiu, em parceria com Anna Muylaert o longa-metragem documentário “Alvorada”, sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Meu Nome é Gal”, codirigido com Dandara Ferreira, é seu quarto longa-metragem.

 

Sobre a Paris Entretenimento  

Fundada em 2011, a Paris Entretenimento consolidou-se como produtora independente em 2015, com o lançamento de Carrossel – O Filme. Desde então, seus filmes foram vistos por 20 milhões de pessoas nos cinemas. Entre 2015 e 2018, a Paris Entretenimento foi a produtora que mais lançou filmes no país, com um total de quatorze longas-metragens originais exibidos em circuito comercial. Os gêneros variados dessas produções reafirmam sua versatilidade e, consequentemente, seu posicionamento no mercado audiovisual: adaptações de séries infantis (Carrossel, Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina, Detetives do Prédio Azul – O Filme e Detetives do Prédio Azul 2 – O Mistério Italiano), infanto-juvenis (Internet – O Filme, Meus 15 Anos e 10 Horas para o Natal), comédia romântica (Um Namorado Para Minha Mulher), adaptação que deu vida à HQ nacional de ação (O Doutrinador), que deu origem a uma série para o canal Space) e três documentários (Teresinha, Todas as Meninas Reunidas Vamos Lá! e Aqualoucos). Em 2021, lançou as comédias A Sogra Perfeita e Dois Mais Dois, e em 2022 Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo. Os filmes Meu Nome é Gal, Férias Trocadas e Um Dia Cinco Estrelas, recém filmados, têm previsão de estreia em 2023. Atualmente, a Paris Entretenimento desenvolve quatro séries para diferentes plataformas de streaming e ainda filma mais três longas-metragens até o fim de 2023.

 

Sobre a Dramática Filmes:            

Produtora da diretora e roteirista Lô Politi, voltada à realização dos seus próprios projetos, investindo no desenvolvimento deles todo o tempo que for preciso e se associando a outras produtoras para a realização. Dessa forma, como coprodutora, consegue garantir que cada projeto atinja a maturidade necessária, sem perder de vista a qualidade de produção. Assim foram produzidos os filmes ‘Jonas’ (2015), ‘Alvorada’ (2021), ‘Sol’ (2022) e ‘Meu Nome é Gal’ (2023).

 

Sobre a Globo Filmes:     

Construir parcerias que viabilizam e impulsionam o audiovisual nacional para entreter, encantar e inspirar com grandes histórias brasileiras – do cinema à casa de cada um de nós. É assim que a Globo Filmes atua desde 1998. Com mais de 400 filmes no portfólio, como produtora e coprodutora, o foco é na qualidade artística e na diversidade de conteúdo, levando ao público o que há de melhor no nosso cinema: comédias, romances, infantis, dramas, aventuras e documentários. A filmografia vai de recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores – a sucessos de crítica e público como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, passando por longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes. Títulos mais recentes como ‘Marighella’, ‘Turma da Mônica: Lições’ e ‘Medida Provisória’ fizeram o público voltar às salas pós-pandemia para prestigiar um cinema que fala a nossa língua. 

 

Sobre a Paris Filmes:       

Maior distribuidora brasileira independente e atua no mercado de distribuição de filmes no Brasil e na América Latina, destacando-se pela alta qualidade cinematográfica. Além de ter distribuído grandes sucessos mundiais como as sagas “Crepúsculo” e “Jogos Vorazes”, o premiado “O Lado Bom da Vida”, que rendeu o Globo de Ouro®️ e o Oscar®️ de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence em 2013 e “Meia-Noite em Paris”, que fez no Brasil a maior bilheteria de um filme de Woody Allen, a distribuidora também possui em sua carteira os maiores sucessos do cinema nacional, como as franquias “De Pernas Pro Ar”, “Até Que a Sorte nos Separe”, “DPA – O Filme” e “Turma da Mônica”. Nos últimos anos a empresa esteve à frente de importantes lançamentos como “John Wick”, “La La Land – Cantando Estações”, “A Cabana”, “Extraordinário” e “Marighella”. Para os próximos lançamentos, a empresa aposta em um line-up diversificado, que inclui títulos como “Os Três Mosqueteiros”, “Minha Irmã e Eu”, “Tá Escrito”, e as sequências “John Wick 4: Baba Yaga”, “Jogos Vorazes – A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes”, “Pássaro Branco – Uma história de Extraordinário”, “Jogos Mortais x”, entre outros.

 

 

 

Por A Palavra Assessoria e Comunicação

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *