Pelé deixa o Brasil e o mundo de luto

Foto: Depositphoto

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, que recebeu o diagnóstico de câncer de cólon em 2021, e estava internado desde o dia 29 de novembro, em cuidados paliativos, faleceu nesta quinta, dia 29 de dezembro, aos 82 anos. 

O Maior jogador de todos os tempos, com mais de mil gols na carreira, eternizou a camisa 10 com o uniforme do Santos e a camisa da seleção brasileira. Tudo começou quando o menino de de apenas 17 anos conquistou o primeiro título brasileiro mundial para o Brasil, na Copa do Mundo de 1958. Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, deixa em legado imenso, e vai deixar um vazio em nossos corações.

Que Deus conforte o coração de todos os familiares, amigos e fãs do maior ídolo do futebol brasileiro. O Brasil e o mundo chora sua partida. Descanse em paz!

O câncer colorretal (intestino grosso/cólon e reto), causa da internação de Pelé, resulta em 900 mil mortes anuais no mundo, atrás apenas do câncer de pulmão. No Brasil, a doença é o segundo câncer mais comum em homens e mulheres, com 45.630 novos casos anuais. O câncer colorretal (intestino grosso e reto) é o segundo tumor maligno, excluindo o câncer de pele não melanoma, mais comum em homens e mulheres, atrás apenas, respectivamente, de câncer de próstata e mama. São esperados para cada ano do triênio 2023-2025 um total de 45.630 novos casos anuais de câncer colorretal no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). São 23.660 em mulheres e 21.970 em homens. No mundo, o câncer colorretal representa 10% de todos os tipos de câncer, com 1,9 milhão de novos casos anuais e 935 mil mortes, segundo o levantamento Globocan, da Organização Mundial da Saúde.

 

O velório e o enterro será divulgado em breve. 

 

 

Fonte: sensucomunicacao.com.br

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista Eletrônica que vai te deixar informado sobre diversos eventos. Fique Ligado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *