Galeria Kogan Amaro apresenta exposição inédita de Carolina Semiatzh

Foto: Divulgação

A paulistana Carolina Semiatzh investiga a complexidade e os limites de superfícies e explora os traços que levam nosso olhar à ideia de finitude e que nos permite classificar o que voa e o que se firma. A artista exibe um recorte inédito desta pesquisa na exposição Possíveis Paisagens, em cartaz até 19 de outubro na Galeria Kogan Amaro.

Há quatro anos, quando a artista trocou a verticalidade de São Paulo para viver em uma pequena cidade no norte da Holanda, o horizonte tornou-se uma peça-chave em sua obra. “As planícies e a luz oblíqua que tanto influenciaram grandes mestres nascidos na região, como Rembrandt (1606-1669) e Vermeer (1632-1675), agora atuavam sobre seu olhar, acentuando a interessante mistura de técnicas que traz em seu trabalho, uma mescla de fotografia, pintura, desenho, colagem, monotipia e gravura”, afirma Ana Carolina Ralston, curadora da exposição.

Semiatzh faz uso de materiais como nanquim preto, grafite, madeira, metal, pedra e tecidos para investigar a complexidade e os limites de superfícies. Ideia nítida em Fernando Pessoa (2017) e Possíveis Paisagens III (2017), séries feitas em monotipia com chine collé.

 

 

Possíveis paisagens, individual de Carolina Semiatzh


Local: Galeria Kogan Amaro

Curadoria: Ana Carolina Ralston
Período expositivo: até 19 de outubro
Endereço: Alameda Franca, 1054 – Jardim Paulista, São Paulo
Horário: segunda a sexta, das 11h às 19h, e sábado, das 11h às 15h
Informações: (11) 3045-0944/0755

 

 

 

 

 

Créditos: A4&Holofote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *