Veste Rio: Moda e negócios – Tendências primavera/verão 2020

Por: Andreza Rehem 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

Mais uma edição do Veste Rio aconteceu neste final de semana (28/04), evento promovido pelas revistas Vogue Brasil e Ela, do Globo aonde reuniram grandes marcas e ótimos descontos no outlet; palestras e oficinas com grandes nomes, organizado pelo Senac RJ, e o melhor de tudo, com entrada gratuita. Além disso reuniu as principais tendências de primavera/verão 2020, no salão de negócios, exclusivo para compradores nacionais e internacionais, e com direito a um desfile só para convidados.

 

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

O evento iniciou no dia 24/04, dando a largada com o salão de negócios, mostrando as tendências que vão ser queridinhas do próximo verão e recebendo diversos compradores. Observando e analisando atentamente cada marca presente, podemos perceber muitas peças com detalhes manuais e com um toque artesanal, como trançados, detalhes em cordas, bordados e crochês e até mesmo com tonalidades que nos lembram o tie-dye. Na cartela de cores os destaques são os tons de rosa, verde mais puxado para a menta e alguns tons terrosos. Peças que mostram e lembram elementos da natureza.

Para finalizar o dia, ocorreu um desfile fechado, tendo como destaque os novos talentos, as marcas presentes na passarela foram, a veterana Haes, que abriu o desfile e fez todos ficarem encantados com as peças, Keymono, Wymann, Aro swimwear, David Lee, diaspora009, Rocio Canvas e Esc.

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

 

Haes- Marca que deu abertura na passarela, mostrou uma modelagem elegante porém prezando pelo conforto, com tons neutros como o bege e um toque de verde.

Keymono- Mostrou cores terrosas a um amarelo bem vibrante, e detalhes bordados.

 

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

Wymann- Apostou em cores terrosas e um tom de rosa, uma modelagem com volume e em destaque nos acessórios é possível observar lenços como tiaras e presilhas presas no cabelo, com um toque de anos 90.

Aro swimwear- Entrou na passarela já chamando a atenção com um modelo plus e totalmente fora dos padrões, mostrando suas peças moda praia, para mulheres reais. Biquinis coloridos e divertidos, também com uma pegada anos 90.

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

David Lee- Moda masculina, que se destacou pelo crochê colorido, bem com esse detalhe manual e artesanal. E pesquisando mais sobre o estilista descobrimos que o crochê foi desenvolvido em parceria com aos artesãos de seu estado, Natal.

Diaspora009- Exaltou a negritude e sua beleza, com estampas africanas e cores vibrantes.

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

 

 

Rocio Canvas- Desfilou rupas e acessórios bem oversized, com tons de azul e um rosa vibrante.

Esc- Teve como destaque um tom de azul e branco, biquínis hot pants, leveza e fluidez nos tecidos.

 

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

No salão de negócios, podemos conhecer grandes marcas e que se destacaram não só por seus produtos diferenciados, mas também por suas belíssimas histórias. Como a Caíques, que é uma marca de sapatos e sandálias todos feitos a mão, do início ao fim, surgiu em 2015,  vindo da região serrana do RJ, tem como matéria prima materiais reutilizados, como o pneu de avião, que são usados no solado de todos os sapatos, e o couro, que são comprados os resíduos dos galpões, o produto final é confortável e com uma alta durabilidade.  Eles prometem uma manutenção vitalícia, ou seja, se daqui 2 anos seu sapato rasgar, você pode levar lá para concertar.

A caíques preza pela sustentabilidade e valorização de cada processo, comprando diretamente de quem faz, com um público que preze pelas coisas simples da vida, assim como a marca surgiu.

 

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

Também teve como destaque a Gilson Martins, uma marca de acessórios que teve seu inicio dentro da escola de Belas Artes, aonde o Designer da marca, Gilson, estudava e tinha uma mochila que rasgou algumas vezes e resolveu refazer essa mochila com material de cadeira de praia, redesenhada, os colegas viram e começaram a fazer encomendas e os negócios começaram a crescer e serem produzidos para outras lojas.

Estudando cenografia, Gilson descobriu materiais diferenciados para suas bolsas, como materiais de decoração, ou até mesmo de bola de futebol e com designer sempre representando bastante o RJ, criando arte dentro do produto, Gilson criou sua própria marca, sempre voltado para a sustentabilidade, como aprendeu com seus pais, estofador e costureira. A marca Gilson Martins reaproveita seu próprio lixo, transformando em produto, fazendo do upcycling algo bonito e sedutor pela beleza, além da história e de comprar de quem faz.

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

 

 

Como marca de roupas, Eloisa Fummero se destacou pois sua marca nasceu da vontade de unir conforto, elegância e qualidade para as mulheres, com estampas e modelagens exclusivas, estampas criativas e cores básicas.

 

 

 

 

Fotos: Giulia Gouveia/ Divulgação Veste Rio/ Selmy Yassuda/ Roberto Filho

 

 

 

 

No outlet, que teve início no dia 25/04, tiveram marcas de peso e qualidade, com ótimos descontos, workshops e palestras com grandes nomes, realizados pelo Senac.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria Veste Rio

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista que vai te deixar informado sobre tudo que esta acontecendo na cidade do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: