Bush e Stone Temple Pilots fazem o público recordar sucessos dos anos 90 no Rio e em São Paulo

Por: Décio Martins

 

No domingo, dia 17 de fevereiro, será a vez de Minas Gerais receber os shows no Km de Vantagens Hall, em Belo Horizonte.

 

 

Bush e Stone Temple Pilots voltaram ao Brasil com a Revolución Tour 2019. Eles se apresentaram dois dias seguidos em capitais diferentes, no dia 14 de fevereiro no Credicard Hall, em São Paulo e no dia seguinte, 15 de fevereiro, foi a vez do Km de Vantagens Hall, no Rio de Janeiro. Duas noites marcadas com as apresentações da banda brasileira Republica, que abriram as duas noites. Em São Paulo, os shows principais da noite estavam marcados para iniciar após às 21 horas, pelas 19hs, a garotada – em sua maioria com idades entre 25 e 50 anos – já estava ansiosa  e lotava os bares no entorno do Credicard Hall.

Os portões foram abertos por volta das 20hs, os fãs que já formavam fila para garantir os melhores lugares, onde puderam conferir os hoodies que afinavam os instrumentos e aqueciam seus ouvidos com riffs pesados de rock. O público estava despojado, a maioria de bermuda, bota e camiseta xadrez. Uma empolgação visível, onde as conversas envolviam histórias das duas bandas ou sobre as melhores músicas da cena grunge. Eles falavam de onde surgiram o Bush e Stone Temple Pilots (STP), também falavam sobre outras bandas que estavam representadas em suas camisetas. Sentiu-se falta das longas cabeleiras, pois na atualidade, a maioria dos fãs do grunge já não as ostenta mais, por força do amadurecimento ou da genética.

 

A banda Republica emocionou os fãs com a música “Tears will shine”

 

Republica
Foto: Décio Martins

Antes das 20:30 horas, o Credicard Hall ainda não estava lotado, mas a banda Republica deu início a noite, animando ainda mais a plateia. Leo Belling (vocais), Luiz Fernando Vieira (guitarra), Marco Vieira (baixo), Jorge Marinhas (guitarra) e Gabriel Triani (bateria) entre uma música e outra anunciavam as bandas internacionais que viriam na sequência.

Os brasileiros deram seu recado e ainda cantaram a música “Tears will shine” em homenagem a ídolos da música que não estão mais entre nós. Com a canção “Tears will shine”, eles também homenagearam as vítimas de Brumadinho, os jogadores do Flamengo e o jornalista Boechat. Mesmo cantando em inglês, a gentileza e o carinho com o público foram bem a moda brasileira. Os meninos permaneceram no palco após o show, eles distribuíram palhetas, baquetas e sorrisos para quem quisesse.

 

STP
Foto: Décio Martins

 

O STP subiu ao palco exatamente às 21h25 e a loucura tomou conta do Credicard Hall, que já estava lotado. Os rockeiros presentes não piscavam um minuto e registravam tudo. A performance de Dean DeLeo (guitarra), Robert DeLeo (baixo), Eric Kretz (bateria) e Jeff Gutt (vocal) é intensa e transporta o público para os anos de 1990 com sucessos como “Interstate Love Song”, “Sex Type Thing”, “Big Bang Baby”, entre outros.  

 

Bush
Foto: Décio Martins

 

Após um intervalo, foi a vez do Bush colocar o público para pular e cantar. Gavin Rossdale (vocal), Robin Goodridge (bateria), Chris Traynor (guitarra) e Corey Britz (baixo) subiram ao palco com força total e a plateia voltou a curtir como se fosse o primeiro show da noite. As luzes intensas e a performance do Bush compensou a espera de quem foi lá só para vê-los. Eles abriram o show com “Machine Head” e “The Chemicals Between Us”, seguiram com outras canções como “Everything Zen”, “Swallowed”, entre outras. Um espetáculo nostálgico, mas imperdível.

 

Revista InFoco

Revista In Foco. Uma revista que vai te deixar informado sobre tudo que esta acontecendo na cidade do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: