Céu na Terra celebra 20 anos com exposição comemorativa e espetáculo infantil no Parque das Ruínas

Foto: Divulgação

Há 20 anos incorporando em suas apresentações elementos ligados à cultura brasileira regados a música, dança e folguedos em seu repertório com composições próprias, o Núcleo de Cultura Popular Céu na Terra comemora duas décadas de existência com uma exposição gratuita no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, bairro onde foi fundado, no próximo dia sete de julho (sábado). Fotografias, estudos e elementos cênicos ligados às atividades desenvolvidas pelo grupo que pesquisa a cultura popular brasileira contam um pouco de sua história. ”Céu na Terra 20 anos de Folias” apresenta o amplo leque de atuação e criação artística do Núcleo que conta com, além do tradicional bloco carioca, outras manifestações culturais como: ‘Pastoril ‘, ‘Cantoria de Reis’, ‘Autos e brincadeiras de Boi’, ‘Cortejo da Paixão’, ‘Viva São João’, além de sua ‘Orquestra Popular’.

O Céu na Terra é desde 1998 composto por mestres educadores, sociólogos, antropólogos, músicos, atores e artistas de um modo geral fazendo um mix de músicas festividades que são relacionadas diretamente com a cultura popular brasileira. Para um dos fundadores do Núcleo, Péricles Monteiro, a arte popular desempenha um papel  fundamental na integração com nossa própria origem e a identificação de cada um com a sua comunidade.

 

 

”É através do canto, da dança, da caracterização típica, da música e da poesia que essas manifestações se estabelecem também no terreno do ‘sagrado’ ganhando uma dimensão pulsante no imaginário e no cotidiano da comunidade. Há 20 anos o trabalho de pesquisa, criação e apresentações buscam resgatar a identidade cultural e o fazer coletivo, bebendo da fonte dos saberes e da arte dos mestres da cultura popular”, enfatiza o músico.

 

 

Foto: Divulgação

A abertura da exposição fica por conta de uma das mais tradicionais apresentações que compõe o repertório da trupe: ‘Brinquedos Cantados’. O espetáculo musical infantil interativo apresenta diversos ritmos, danças e brincadeiras da arte popular brasileira como Cacuriá, Côco, Ciranda, Galope, Toadas de Boi e outras sonoridades. Com sanfona, viola, flauta, baixo, vozes e percussões o grupo mescla música e interações performáticas com muitas cores, danças e bonecos a partir das 16h. O elenco conta com Jean Philippe Beissac (Voz e Percussão), Luizão Santos (Voz e flauta), Luzia de Mendonça (Voz e Percussão), Norma Nogueira (Acordeom), Pedro Paulo Autran (Viola), Péricles Neto (Percussão), Rita Gama (Voz e Percussão), Rodrigo Magno (Rabeca e Bandolim), Rodrigo Sebastian (Baixo) e Vânia Santa Roza (Voz e Percussão). 

 

 

Serviço:

Local: Centro Cultural Parque das Ruínas/ Santa Teresa

Endereço: Rua Murtinho Nobre, nº 169.

 

O acervo fica disponível até o dia 26/07 e os horários de visitação são: de terça a domingo, das 10h às 16h, com entrada franca. Outras informações pelo telefone: (21) 2215-0621.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: