X Congresso Brasileiro de Pontes e Estruturas (X CBPE)

Foto: Reprodução Site Evento

Entre os dias 9 e 11 de maio, das 9h às 18h, a Associação Brasileira de Pontes e Estruturas (ABPE) e a Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE) promovem o X Congresso Brasileiro de Pontes e Estruturas (X CBPE), destinado a profissionais, pesquisadores e estudantes de Engenharia Civil, que busquem inovar, discutir e atualizar seus conhecimentos na área. O evento será realizado no Pestana Rio Atlântica Hotel, no Rio de Janeiro.

As atividades serão divididas em duas temáticas, sendo a primeira relativa à construção, recuperação e manutenção de pontes, estádios, edifícios, indústrias, portos, barragens, aerogeradores e fundações. A segunda cobrirá a normalização, experimentação, análise e dimensionamento de estruturas de concreto armado e protendido, metálicas, madeira, alvenaria e materiais avançados.

Na abertura, a cerimônia terá a participação dos presidentes da ABPE e ABECE, Sergio Hampshire e Jefferson Dias. Nos dias seguintes, diversos assuntos serão abordados por profissionais do Brasil e do exterior, como Ernani Diaz, professor Emérito da Escola Politécnica da UFRJ, Matias Andres Valenzuela, da Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Mario de Miranda, da Universidade de Veneza e Hugo Corres Peirreti, presidente da Associação Internacional do Concreto, entre outros. A programação completa pode ser conferida em http://www.cbpe2018.com.br/site/programa.php.

Segundo o presidente da ABPE e também professor da Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ), Sérgio Hampshire, o congresso é um dos mais importantes já realizados no Brasil.

“A previsão é de cerca de 400 participantes, 30 palestras técnicas e 130 trabalhos, vindos dos diversos estados brasileiros”.

 

Foto: Reprodução Site Evento

Também faz parte do evento o Concurso Ponte de Macarrão, que contará com a participação da Escola Politécnica da UFRJ (POLI-UFRJ), através do seu Programa de Projeto de Estruturas (PPE). A atividade, organizada pelos professores Mayra Perlingeiro, Flávia Moll Júdice e Silvio de Souza Lima, tem como objetivo despertar nos alunos das Escolas de Engenharia do Brasil o interesse pela área de estruturas e pela concepção, projeto e construção de pontes. http://www.cbpe2018.com.br/site/concurso.php .

O Pestana Rio Atlântica Hotel fica na Av. Atlântica, 2.964 – Copacabana.

 

Mais informações podem ser obtidas no site www.cbpe2018.com.br.

 

Serviço:

X Congresso Brasileiro de Pontes e Estruturas (X CBPE 2018)

Data: 9 e 11 de maio, das 9h às 18h. (quarta, quinta e sexta-feira)

Local: Pestana Rio Atlântica Hotel – Av. Atlântica, 2.964 – Copacabana – Rio de Janeiro

Mais informações: www.cbpe2018.com.br

 

Sobre a ABPE – É uma associação fundada em 21 de julho de 1954, na Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil, atual Escola Politécnica da UFRJ. Constitui o Grupo Brasileiro da IABSE – International Association for Bridge and Structural Engineering, entidade de âmbito internacional, com sede em Zürich, Suíça.

Sobre ABECE – É a entidade de classe que reúne e representa o setor no país, defendendo seus interesses perante a categoria, os poderes constituídos e a sociedade. Sociedade civil sem fins lucrativos fundada em 17 de outubro de 1994, conta com associados da área de projetos estruturais de diversos estados, congregando profissionais que movimentam mais de 80% das transações comerciais, em valor financeiro, relacionados ao ramo de projetos de Engenharia Estrutural e Consultoria Estrutural.

Sobre a POLI-UFRJ – A Escola Politécnica é a maior unidade da UFRJ, a mais antiga instituição federal de ensino de Engenharia do Brasil e também uma das mais reconhecidas pelo padrão de excelência no país e no exterior. Tem cerca de 5.200 alunos em 13 cursos de graduação (Ambiental, Civil, Computação e Informação, Controle e Automação, Elétrica, Eletrônica e de Computação, Materiais, Mecânica, Metalúrgica, Naval e Oceânica, Nuclear, Petróleo e Produção); 1.020 na pós-graduação lato sensu (MBA/ Especialização); 180 em mestrado profissional; e 25 em doutorado acadêmico de Engenharia Ambiental.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: