Com voltas e reviravoltas, as Escolas de Samba do Grupo Especial levantam o público no Rio

Império Serrano, São Clemente, Vila Isabel, Paraíso do Tuiuti, Grande Rio, Mangueira e Mocidade Independente de Padre Miguel, brilham na Primeira noite dos desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí

 

 

Foto: Edna Rocha

Neste domingo, 11 de fevereiro, sete escolas do Grupo Especial passaram pela Sapucaí, Rio de Janeiro. Uma noite marcada por protestos, os participantes das agremiações botaram a “boca no trombone”, contra as mazelas sociais e políticas, o carro da Grande Rio teve problema, e a imprensa teve que se ajustar as novas regras da LIESA, para registrar cada detalhe. Mais uma vez os sertanejos marcaram presença na Sapucaí, Maiara e Maraísa se apresentaram no camarote do Guanabara e o carioca João Gabriel animou a festa no camarote Wood’s. Estiveram presentes na Sapucaí nomes como Raissa de Oliveira (rainha de bateria da Beija-Flor), Julianne Trevisol, Juliana Paes, Martinho da Vila, Juliana Paes,  Sabrina Sato, Stepan Nercessian (veio como Chacrinha na Grande Rio), a cantora Maria Rita, Paloma Bernardi, Regina Casé, Larissa Manoela, Gabriel Fuentes, Paula Frascari, Marcos Pasquim, Erick Ricarte, Phelipe Gomes, os jogadores Vinícius Jr, Paquetá, Roger Flores, Júnior, entre outros.

 

 

Stepan Nercessian
Foto: Edna Rocha

 

Uma noite em que a Grande Rio mostrou a irreverência e alegria do “Velho Guerreiro”, em seu enredo, mas com último carro avariado. O problema impactará diretamente nos pontos da Escola em harmonia e evolução. Seguindo as “simbologias” populares do Chacrinha. Vampiro com faixa de presidente na Paraíso do Tuiuti, honras a Escola de Belas Artes, pela São Clemente e a Império Serrano trouxe a cultura da China. Homenagens ao ilustre “Imperiano”, o cantor e compositor Arlindo Cruz.

 

Ala do desfile futurista da Vila Isabel
Foto: Nilber Ferreira

 

A Vila Isabel veio futurista com a assinatura magistral do carnavalesco Paulo Barros e a sua peculiar criatividade hi tech. A Mocidade apresentou a índia e as relações das suas raízes com tradições brasileiras.

Estação Primeira de Mangueira, penúltima a entrar na Sapucaí, relembrou sua história de rodas de samba trazendo o universo do Samba. A Verde e Rosa volta a histórica estátua do Cristo Redentor tapada por um plástico preto, desta vez com uma faixa dizendo “Rogai por nós, o prefeito não sabe o que faz”, alusão clara a nova política de cortes para os desfiles adotada por Marcelo Crivella rebuscando a obra de Joaozinho Trinta.

Celebridades da música, esporte, cultura e entretenimento desfilaram nos caminhos da Marquês de Sapucaí. Martinho da Vila, que completou 80 anos em plena avenida foi ovacionado pela velha guarda da Escola e pelo público presente. “Emocionante e especial, estou sem palavras”, relatou Martinho.

A cantora Maria Rita, que desfilou na Império, exaltou o retorno da agremiação ao Grupo Especial: “É só alegria. A império subindo depois de algum tempo. É uma energia muito forte …”.

Regina Casé também desfilou na “Reizinho da Serrinha” e na Mangueira. E não podemos esquecer do Frison causado pelas Rainhas das Baterias da Grande Rio e da Vila Isabel, a saber Juliana Paes e Sabrina Sato, com sua simpatia e espontaneidade.

Às 21:15 da noite desta segunda, recomeça a maratona de desfiles das escolas do Grupo Especial.  Passam pela avenida Unidos da Tijuca, Portela, União da Ilha, Salgueiro, Imperatriz e Beija-Flor de Nilópolis.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: