Charlles Andre abre show de Sorriso Maroto em Porto Alegre

Cantor e Compositor de clássicos do pagode, como ”Coração Deserto” e “ Mina de Fé” relembrará os seus maiores sucessos no Pepsi on stage

 

Foto: Divulgação

Enquanto se prepara para turnê de lançamento do seu novo DVD, o cantor e compositor Charlles Andre, ex-integrante do grupo Os Morenos, abre o show do “Sorriso Maroto”, no dia 3 de novembro, no Pepsi On Stage,  em Porto Alegre, relembrando grandes sucessos que marcaram a sua carreira, não só como cantor, mas também como compositor.

O show de Charlles Andre promete fazer jus ao extenso currículo de sucessos do artista, como os hits eternizados por grandes nomes, dentre elas: “Coração Deserto” – eterno hit do Grupo Sorriso Maroto, “Pela Vida Inteira” – o grande sucesso do grupo Kiloucura –, “Amor Singular” e “Mina de Fé” – que virou hino com Os Morenos –, “Amor e Amizade” e “Desejo Contido” (Exaltasamba), “Linguagem dos Olhos” – primeiro sucesso da carreira solo do cantor Péricles –, “Tanajura” com Negritude Jr., “Camisa 10” o maior sucesso da Turma do Pagode, Nunca Se Diz Nunca” – gravada pela Maria Rita e muitos outros, além de canções inéditas do seu novo álbum.

Cantador”, já disponível nas plataformas digitais, é o título do novo álbum solo do sambista Charlles Andre, gravado ao vivo, na Arena Carioca Fernando Torres – RJ, e contou com a participação de Noca da Portela, com quem Charlles Andre faz dueto em “Malas Prontas”, Opção”, e de Gabby Moura, no sucesso, “Ponto de Interrogação”, de Gonzaguinha. A novidade é que além das musicas autorais, o projeto conta com canções inéditas de Xande de Pilares e Helinho do Salgueiro Sentimento Puro, de Diogo Nogueira e Leandro FAB Astral Pefeito e de Jr. Don – Tão Diferente de Tudo; e de pot-pourris, com releituras de canções assinadas por Charlles Andre, gravadas por grandes nomes da atualidade.

Seu novo álbum tem a produção caprichada de Bira Haway, um dos maiores produtores musicais do país, do gênero samba e pagode, que tem no currículo de sucessos, grupos como Molejo, Soweto, Revelação e Exaltasamba.  E os arranjos de Marquinho Santos, Carlos Miranda, Rafael Prates e Charlles Andre.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: