Arte do Artista mostra atividades do Armazém da Utopia na TV Brasil

Aderbal Freire-Filho recebe Luiz Fernando Lobo e Tuca Moraes para contar essa história

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O diretor Luiz Fernando Lobo e a atriz Tuca Moraes abrem a porta do “Armazém da Utopia” para o programa Arte do Artista desta segunda (12), às 21h30, na TV Brasil. No programa desta semana, o apresentador Aderbal Freire-Filho sai em busca das propostas utópicas de séculos de caminhada da cultura brasileira, até chegar aos armazéns reformados da zona portuária do Rio de Janeiro.

Os convidados mostram os detalhes e contam curiosidades sobre a ocupação artística desenvolvida desde 2010, pelo grupo teatral fundado por eles, a Companhia Ensaio Aberto, no Armazém 6 do Cais do Porto carioca. De volta ao estúdio, continuam o papo sobre os grandes eventos já feitos lá, a influência do Teatro Político, e da obra de Bertolt Brecht, nessa ocupação socio-político-cultural.

Fundada em 1992, a Companhia Ensaio Aberto se dedica exclusivamente ao teatro político, transformando os palcos não apenas na representação de histórias de vida, mas na própria discussão da realidade, recuperando a função social do teatro. “A essência do teatro político é querer aprofundar os problemas, dissecar o assunto, falar com os especialistas”, explica o diretor Luiz Fernando Lobo.

A atriz Tuca Moraes aproveita para descrever como foi emocionante o processo de produção do espetáculo “Olga Benario – um breve futuro”, em que ela entrou em contato com documentos e cartas escritas pela militante. “Como narrar a última carta que ela deixa para o marido e para a filha? Isto muda completamente a sua forma de atuar. Não cabe mais um monte de interpretação, aquilo já tem a força por si só”, esclarece a atriz.

Em 2010, o Instituto Ensaio Aberto passou a gerir o Armazém da Utopia, espaço cultural para eventos de música, teatro e dança localizado na Zona Portuária do Rio de Janeiro. Antes de ocupar este local, porém, a companhia teve uma outra “casa”: o Teatro Glauce Rocha, também no Rio de Janeiro.

Luiz Fernando Lobo conta que na época, final da década de 1990, nenhum grupo teatral queria se candidatar a administrar o espaço. Segundo o diretor, a companhia aceitou o desafio e a partir deste palco pode se desenvolver, produzir espetáculos aclamados pelo público, como “Companheiros” (1999), que misturava cinema, TV e teatro para contar histórias de movimentos de resistência.

 

Serviço:

Arte do Artista – segunda (12), às 21h30, na TV Brasil.

Arte do Artista – segunda (12) para terça (6), à 3h15, na TV Brasil.

Arte do Artista – sábado (17) para domingo (18), à 0h30, na TV Brasil.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: