Diogo Nogueira celebra a trajetória do Quarteto em Cy no Samba na Gamboa da TV Brasil

Cantoras apresentam músicas que marcam os 52 anos de história do conjunto vocal

 

Foto: Divuçgação
Foto: Divuçgação

O Samba na Gamboa reverencia o talento do Quarteto em Cy, um dos conjuntos vocais mais importantes da música brasileira, no programa deste sábado (29), às 15h30, na TV Brasil. Com mais de cinco décadas de carreira, o grupo brinda o público com todo seu charme feminino e seus arranjos vocais únicos.

No encontro com o bamba Diogo Nogueira, as quatro cantoras fazem do descontraído papo uma grande aula, compartilhando a qualidade musical e a vasta experiência. Elas cantam músicas como “São Salvador” e “Carolina” além de incluir o apresentador no arranjo vocal de “Berimbau”.

Inicialmente formado pelas irmãs Cybele, Cylene, Cynara e Cyva Ribeiro de Sá Leite, o grupo saiu da Bahia e começou sua carreira profissional em 1964, em apresentações nas boates do Rio de Janeiro. As cantoras receberam o apoio de Vinícius de Moraes e tiveram registros fonográficos lançados em mais de 30 discos, tanto no Brasil quanto no exterior.

Este ano, o Quarteto em Cy lançou o álbum “Janelas Abertas” com inéditas e regravações. O projeto conta ainda com participações especiais. Trata-se do primeiro disco gravado pelas remanescentes Cynara e Cyva com Keyla e Corina que ingressaram no grupo em 2013 e 2016.

Durante seus 52 anos de carreira, o Quarteto em Cy fez sucesso internacional como Girls From Bahia e as artistas já cantaram com grandes nomes, como Vinícius de Moraes, Toquinho, Dorival Caymmi, Chico Buarque e Tom Jobim.

Mesmo com mudanças na formação ao longo de sua trajetória, o conjunto sempre manteve sua carreira sólida e se tornou um dos mais notáveis grupos vocais na história da música brasileira. “As integrantes que entraram foram se adaptando e os ensaios vocais trataram de fazer o resto. Além de tudo, a coerência do nosso repertório é a nossa marca”, conta Cynara.

Em 2006, o grupo lançou o CD “Samba em Cy”, com sambas inéditos de Nei Lopes, Dona Ivone Lara, Sombrinha, Wilson das Neves, Paulo Cesar Pinheiro, Noca da Portela e Almir Guineto. O trabalho, que também contou com regravações de músicas de Paulinho da Viola, Chico Buarque e Paulo da Portela, acabou rendendo, em 2007, a indicação ao Prêmio TIM de Música Brasileira na categoria “Melhor Grupo de Samba”.

Aquela não foi a primeira vez que o conjunto se envolvia em um trabalho inteiro voltado para o gênero. Na década anterior, em 1990, as baianas participaram do remake do álbum “Afro-Sambas”, feito por Baden Powell. Sempre valorizando os grandes compositores brasileiros, elas resistiram aos modismos do mercado fonográfico e explicam. “Os ritmos mais dançantes sempre tiveram na frente da mídia. Mas isso não nos incomoda, pois temos o nosso público”.

Hoje, com sucessos gravados, muitos prêmios e a biografia “As meninas do Cy – Vida e Música do Quarteto em Cy”, lançada em 2012, o conjunto mantém sua agenda de shows, mostrando que o tempo apenas acrescentou talento ao grupo.

 

Serviço

Samba na Gamboa – sábado (29), às 15h30, na TV Brasil

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: