Flacidez tem solução – Descubra como prevenir e tratar

Doutora Bruna Camarão dá dicas de como prevenir e tratar esse incômodo. Há basicamente dois tipos de flacidez: a muscular e da pele

   

Google Reutilizável
Google Reutilizável

Quando o assunto é saúde muitas são as formas de cuidado, porém com a correria do dia a dia é a primeira a ser deixada de lado. A flacidez, que é a falta de tônus da pele, ou muscular, ou ainda de ambos, é um dos grandes receios tanto para mulheres, quanto para homens. Mas apesar de causar preocupação em algumas pessoas, ela pode ser prevenida e tratada. A flacidez do músculo surge pela falta de tonicidade em pessoas sedentárias e é muito comum em mulheres jovens e homens de meia idade. A de pele é por falta de colágeno e elastina e começa aparecer em mulheres a partir de 30 anos.

Dependendo da incidência genética e dos hábitos de cada um, é muito importante evitar. “O consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo são dois fatores que influenciam diretamente nisso”, alerta a Dra. Bruna Camarão, que além de especialista em estética, alia os conhecimentos de nutróloga e da medicina molecular no tratamento. “É um pesadelo muito comum que surge devido ao avanço da idade, predisposição genética, perda de peso, falta de exercício físico, alimentação deficiente e exposição demais ao sol, além dos dois fatores citados anteriormente”, resume. 

Dra. Bruna Camarão Foto: Divulgação
Dra. Bruna Camarão
Foto: Divulgação

Tratamento e prevenção:

As mulheres buscam tratamento para combater esse incômodo mais que os homens. A especialista explica que ainda há certa resistência por parte desses homens aceitarem que incomoda. Ela diz que nos dias atuais temos muitas formas de tratamento para combater.

Se na consulta o paciente já apresenta algum grau, o tratamento pode ser iniciado imediatamente junto com a prevenção, mas é sempre melhor prevenir. Ela diz que a hidratação é muito importante. O ideal é consumir pelo menos 2 litros de água por dia, além de fazer atividade física, dieta equilibrada e balanceada, evitar excesso de sol, álcool e cigarro. 

Antes de apresentar os primeiros sinais de flacidez, é indicado começar a usar cremes para combater. O médico pode indicar o melhor para seu tipo de pele. Depois que a flacidez está estabelecida, é necessário avaliar o grau e indicar o melhor tratamento. “Eu uso alguns protocolos associando ao tratamento, entre eles: aparelho de radiofrequência – estimula produção de colágeno; injeção subdérmica de DMAE – produto aliado no combate à flacidez- e cremes para aplicação em casa, além de prescrever dieta e manipulados. Também oriento ingestão de água e explico sobre sol, tabagismo e bebida alcoólica, além de indicar exercício físico supervisionado”, complementa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.