Funarte lança Teatro Duse: o primeiro livro de teatro-laboratório do Brasil

Divulgação
Divulgação

No dia 17 de maio, a Fundação Nacional de Artes- Funarte lança o livro, “Teatro Duse: o primeiro teatro-laboratório do Brasil”, a partir das 19h, na Travessa de Botafogo (Rua Voluntários da Pátria, 97), no Rio.

Com 239 páginas, o livro fala sobre o Teatro Duse nos anos 50, o primeiro teatro-laboratório do Brasil que contava com uma plateia de 100 lugares e um pequeno palco, fruto da ousadia do escritor e incentivador das artes e da cultura Paschoal Carlos Magno falecido em 1980. A obra é resultado de uma dissertação de mestrado de Diego Molina, autor do livro defendida no Centro de Letras e Artes da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (CLA – Unirio), que levou anos de pesquisa no acervo inédito de Paschoal com mais de 25 mil documentos.

Diego é diretor teatral, ator e professor por isso decidiu escrever sobre esse projeto revelador de atores, autores, diretores e cenógrafos das artes cênicas.  O autor entrevistou personalidades ligadas às artes cênicas, caso da saudosa crítica teatral Bárbara Heliodora, e talentos revelados no Teatro Duse, como os atores Othon Bastos, Agildo Ribeiro e Maria Pompeu. Aliás, foram muitos artistas que surgiram ou passaram pelo Teatro Duse, a exemplo dos autores Antônio Callado, Rachel de Queiroz, Hermilo Borba Filho, Francisco Pereira da Silva e Aldo Cavet – que participaram doFestival do Autor – e dos atores Glauce Rocha, Tereza Raquel, Sebastião Vasconcelos, Consuelo Leandro e Joel Barcelos.

O livro custa 40 reais e pode ser adquirido na própria livraria do lançamento, na livraria Mario de Andrade (Rua da Imprensa 16 – Centro – RJ) ou através do e-mail ivraria@funarte.gov.br.

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: