A BOSSA NOVA ATERRISSA EM MADUREIRA

Musica, Shows

Projeto “Madureira cheia de Bossa” populariza estética musical considerada elitista, levando para o subúrbio carioca grandes nomes do gênero

 

Divulgação

Divulgação

Acostumada a sambar no pé, Madureira agora vai conferir que a bossa nova tem o pé no samba. Isso porque vem aí “Madureira Cheia de Bossa – Jovens tardes de improviso”, que estreia, no próximo dia 8 de maio, às 18h30, na Arena Carioca Fernando Torres. A entrada é gratuita. Idealizado pelo jornalista Vagner Fernandes e contemplado pelo Programa Fomento Olímpico da Secretaria Municipal de Cultura, o projeto vai mostrar que, apesar de ter nascido na Zona Sul, a bossa nova tem tudo a ver com o samba da Zona Norte. O objetivo é, justamente, popularizar a estética musical considerada elitista.

“É a bossa nova chegando a Madureira por meio de um projeto de caráter extremamente democrático que procura desmistificar controvérsias sobre o gênero. A bossa nova tem origem no popular porque é o samba tocado no violão. Teremos a oportunidade de promover um diálogo efetivo de uma estética nascida na Zona Sul do Rio com o público do subúrbio carioca”, observa Vagner Fernandes, explicando o desafio e a missão do “Madureira Cheia de Bossa”.

A proposta do projeto é reunir artistas em pleno Parque de Madureira, fazendo um passeio por um dos mais dos mais importantes gêneros do país. Tudo sob o comando dos aclamados Jaques e Paula Morelenbaum, violoncelista e cantora que figuram no ranking primeiro time da música brasileira. O primeiro convidado da dupla é o cantor e compositor Carlos Lyra, personagem icônico do movimento bossa-novista.

“Madureira Cheia de Bossa” é uma série de cinco espetáculos que será apresentada uma vez por mês entre maio e setembro, reverenciando expoentes da Bossa Nova, como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Baden Powell, João Gilberto, Elizeth Cardoso, Johnny Alf, Astrud Gilberto e tantos outros que ajudaram a escrever a história do movimento. Os próximos convidados do projeto são  Wanda Sá (junho), Roberto Menescal (julho), Marcos Valle (agosto) e João Donato (setembro). “Madureira Cheia de Bossa” busca ainda homenagear a cidade do Rio de Janeiro em meio às celebrações dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

 

Serviço

Projeto “Madureira Cheia de Bossa”

Jaques Morelenbaum e Paula Morelenbaum convidam Carlos Lyra.

Data e horário: Domingo, dia 8 de maio, às 18h30

Local: Arena Carioca Fernando Torres (Parque Madureira)

  1. Soares Caldeira, 115

Tel.: 3495-3078 e 3495-3093

Duração do espetáculo: aproximadamente 80 minutos

Entrada gratuita

Capacidade: 408 pessoas sentadas (sendo oito destinadas a cadeirantes)

Censura livre

Próximas atrações:

Dia 26 de junho – Wanda Sá

Dia 10 de julho – Roberto Menescal

Dia 14 de agosto – Marcos Valle

Dia 4 de setembro – João Donato

 

Por: DIVULGAÇÃO

Deixe um comentário

Assinar InFoco por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 4 outros assinantes

Siga-me no Twitter
%d blogueiros gostam disto: